segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Lady Gaga recusa convite de Madonna para participar de show

Lady Gaga recusou um convite de Madonna para subir ao palco com ela em show realizado em Nova York, nos Estados Unidos, em setembro. A informação é do tabloide britânico "The Sun".
Segundo a publicação, o empresário de Madonna entrou em contato com a equipe de Gaga para chamá-la para se apresentar com ela no show realizado em um estádio de baseball. "O empresário dela falou com a gente e disse que Madonna queria que Gaga cantasse com ela", disse Vincent Herbert, empresário da cantora de "Born This Way".
"Ela queria muito ter participado. Ela disse: 'Se fizermos isso, vamos doar o dinheiro para caridade'. Mas Gaga está comprometida com sua própria turnê", disse Herbert. Ele garantiu que a recusa não tem a ver com as provocações que Madonna costuma direcionar a Gaga.
Luigi Costantini/Dean Lewins/Associated Press/Efe
Madonna e Lady Gaga
Madonna e Lady Gaga
Em um show em Atlantic City, nos Estados Unidos, realizado em setembro, Madonna dedicou uma música a Gaga e disse: "Eu a amo. Eu a amo. Eu a amo mesmo. Imitação é a maior forma de elogio".
Ainda neste ano, em ensaio da sua turnê MDNA. Madonna fez um mash-up de "Express Yourself" --um de seus sucessos da década de 1980-- e "Born This Way".
No final, Madonna cantava a frase "she's not me" ("ela não é eu"). Na época do lançamento de "Born This Way", ela havia dito que achava a música de Gaga muito parecida com a sua.

Silvio Santos insistiu para que o contrato de Hebe com o SBT fosse assinado logo

Keila Jimenez

Três dias antes de morrer, Hebe Camargo assinou contrato para voltar ao SBT. A pressa era de Silvio Santos, que pediu ao departamento jurídico da emissora para fechar o acordo “sem falta” naquela semana.
Contemporâneos, Silvio e Hebe tinham uma relação muito particular.
O rei e a rainha da TV eram patrão e empregada, mas eram também amigos. Nutriam admiração um pelo outro e brigavam sem pudores.
“Nem eu sei que horas meu programa vai ao ar. Pergunte para o Silvio”, disse Hebe no ar, certa vez, dando uma bronca no chefe pelas constantes mudanças no horário do seu programa.
Em dezembro de 2010, Silvio chamou Hebe para renovar seu contrato e propôs uma redução de salário.
A essa altura, a relação estava desgastada em demasiado e, após enfrentar uma batalha contra um câncer, ela resolveu que era hora de mudar, deixando o SBT e ignorando os apelos das filhas e da esposa de Silvio, Íris Abravanel, que tentaram reverter a decisão.
Pouco depois, Hebe assinou com a RedeTV!, muito incentivada por seu sobrinho e empresário, Cláudio Tessuti. Lá, estreou em março de 2011 com pompa e a promessa de ser tratada como “rainha”, além do salário mensal de R$ 500 mil.
Foram poucos meses no ar, até a notícia da volta do câncer. Somaram-se aos momentos difíceis do tratamento os atrasos de salário. A relação com a direção do canal desandou.
Em junho deste ano, Hebe recebeu a visita do apresentador Carlos Massa, o Ratinho.
Foi ele quem iniciou a reaproximação da apresentadora com o SBT.
Um mês depois, sabendo da relação esgarçada entre a apresentadora e a RedeTV!, Silvio Santos telefonou para Hebe, para dizer que as portas do SBT estavam sempre abertas para ela.
No dia 17 de setembro, a apresentadora rescindiu o contrato e, na última quinta-feira (27), anunciou sua volta ao SBT. Silvio Santos tinha pressa em selar o acordo com a loira, que estava em casa, debilitada. Hebe teve o tratamento contra o câncer suspenso por uma decisão sua e da família. SS sabe da importância do ato simbólico de ter Hebe de volta à emissora em que ela trabalhou por 25 anos.
Mas o plano de Silvio Santos era também contar com a participação dela, pequena, mesmo que gravada, já em novembro, no Teleton, campanha beneficente realizada por seu canal.
Na minuta de contrato de Hebe com o SBT não há cláusulas com formato de programa, data de estreia, duração do acordo, nem acertos comerciais.
Há apenas a informação primordial: que ela voltou a ser funcionária da emissora.
Na última sexta-feira (28), a apresentadora recebeu em casa flores enviadas pelo patrão e um cartão de boas vindas.
Assim que soube da morte da amiga, no sábado (29), SS seguiu para o SBT. Para surpresa de muitos, gravou o seu programa normalmente e deu ordens para que um especial sobre a apresentadora entrasse no ar, o mais rápido possível.
“Enquanto o público te amar, você tem a obrigação de ficar com ele. Nós do SBT te amamos. Você tem de ficar com a gente até quando der, até o fim”, disse Silvio Santos à Hebe no Troféu Imprensa de 2009. E assim foi.

CD-“Gravei sozinho pra mostrar pros engraçadinhos que eu também canto”, diz Marrone

No mês de setembro, chegou às lojas o CD/DVD “Pela Porta da Frente”, do Bruno e Marrone.
Com participações de Michel Teló, Jorge e Mateus e George Henrique e Rodrigo, o projeto tem nome de uma canção antiga da dupla, e ainda traz Marrone cantando a primeira parte de “24 horas de amor” sozinho.
Em 5 anos de blog, tudo o que se falou de Bruno e Marrone deu discussão, muito provavelmente por todas as gerações, até os mais novos, se sentirem mais “entendidos” de Bruno e Marrone, já que apesar de não ser exatamente recente, o sucesso deles já é dos anos 2000.
Nos últimos anos, em meio a ascensão da nova turma de cantores sertanejos, a dupla correu pra se adaptar, e a adaptação não foi das mais fáceis e nem das mais elogiadas.
Após o criticado-jovem “Sonhando”, veio o “Juras de Amor”, que se não voltou 10 anos atrás, ao menos teve mais a cara de Bruno e Marrone.
Na semana passada, conversei com a dupla, inclusive com o Marrone, que não costuma falar tanto nas entrevistas. A conversa pode ser conferida abaixo.
Vocês sempre foram muito bem em DVD’s. Discute-se um detalhe ou outro, mas todos são considerados de bom pra cima. O “Pela Porta da Frente” mantém o padrão alto?
Marrone: O repertório tá muito bacana. Foi feito com calma e sem preocupação. Nós pegamos coisas do momento e misturamos com coisas nossas do passado. Pela experiência, sabemos que não pode fugir muito do que é Bruno e Marrone, tanto que pegamos algumas coisas passadas fortíssimas. Tem um grande diferencial sempre que é a voz do Bruno, isso conta muito. Do que a gente escolheu pro momento, tem a parceria com o Michel Teló, que é mais uma brincadeira, e tem a participação do Jorge e Mateus, de quem a gente gosta muito e que são nossos fãs também. A “Não vou aceitar” em pouco tempo já virou uma das mais tocadas do país, é uma das músicas fortes do DVD.
Bruno: Eu acho que a gente conseguiu atingir o nosso objetivo. Gravar Bruno e Marrone com uma pitada do novo. Quem comprar esse DVD vai gostar do vídeo, do áudio e do repertório. Claro que não vai agradar todo mundo, todo mundo tem consciência disso, mas com certeza é um trabalho muito bem feito.
Pela primeira vez, o Marrone gravou uma música, “24 horas de amor”, fazendo a primeira voz. De onde veio a ideia?
Marrone: Essa música eu sempre gostei de cantar. Pra diferenciar um pouco, como a gente já fez tudo o que tem direito, a gente decidiu que eu ia cantar a primeira parte. E tem outra coisa também. Serviu pra mostrar pra muita gente que o Marrone também canta. Quem entende de música, sabe do meu trabalho, cantei sozinho no DVD também pra mostrar pros engraçadinhos que eu também canto. (a canção pode ser ouvida no tocador abaixo).
Os problemas do ano passados, que começaram com o acidente e resultou no seu afastamento do palco, foram superados?
Marrone: Graças a Deus hoje tá tudo bem. O ano passado foi complicado por vários motivos, e principalmente foi chato o povo falar que a gente ia acabar, ia separar. A gente foi na TV, explicou que não tinha nada a ver com separação, mas mesmo assim, por maldade, falavam que a dupla ia acabar. Só cascata, mentira. Depois das dificuldades que eu passei, hoje nós estamos muito mais unidos e muito mais felizes.
Vocês já passaram da marca de uma década fazendo sucesso, são praticamente 11 anos no primeiro escalão da música sertaneja. Como se faz pra conseguir isso e não ser engolido por uma nova geração?
Bruno: A época que a gente surgiu foi meio que um divisor de águas. Teve o pessoal dos anos 1990, teve o Rionegro e Solimões no finalzinho da década e aí veio a gente. Nós meio que lançamos esse negócio do jovem gostar de música sertaneja, essa coisa do jovem sair da faculdade de ir pro show. Tanto que muita gente que faz sucesso hoje, o Michel, Luan, Jorge e Mateus, citam a gente como referência.
Mas se manter, se colocar no mercado, é muito dificil. A gente sabe que o que tá rolando hoje tem menos qualidade, mais ritmo que letra, quanto mais fácil melhor. É complicado decidir o que fazer, pra qual caminho ir.
Marrone: Nossa trajetória acho que pesa muito. É um conjunto de coisas. Nós sempre trabalhamos muito, as pessoas que trabalham com a gente nunca se acomodaram, sempre foram pra cima dos problemas. Nós até hoje arregaçamos a manga e enfrentamos tudo, somos jovens, a voz do Bruno tá cada vez melhor, então continuamos enfrentando os desafios como sempre fizemos. Eu acredito que esse seja um dos principais motivos pra gente estar nesse patamar até hoje. Em 26 anos de carreira acontece muita coisa, e a gente usa essa experiência pra não repetir os erros.
Vocês hoje formam uma dupla estabilizada, consagrada, mas mesmo com todo o respeito conseguido, o penúltimo CD de vocês, “Sonhando”, foi muito criticado por ter uma linguagem voltada para o novo sertanejo. Foi um erro?
Na verdade eu acredito que a gente arriscou na hora certa. A gente tava no meio de um turbilhão, uma guerra e ninguém sabia o que fazer. Era música diferente de todo lado e muita gente ficou perdida. Eu tava sem produtor, quem produzia era o Kwen, que trabalha com a gente, mas era eu quem mandava. Aí junta com o escritório querendo algo mais “pra frente”, e eu tendo que aceitar mesmo sem querer.
Quando a gente trouxe o Dudu (Borges, produtor), as coisas mudaram bastante. Ele serviu como filtro, foi o cara que falava “isso pode”, “isso não pode”. A gente precisava de alguém assim. Eu confesso que sou meio molão pra essas coisas, eu gosto do que todo mundo gosta, então não sou a melhor pessoa pra discutir essas coisas. Ele voltou a dar uma cara de Bruno e Marrone pra dupla, e pra gente cantar esse estilo mais nosso é a coisa mais fácil e prazerosa do mundo.
Quem acompanha a fundo a música sertaneja, diz que você é, sem muita discussão, uma das maiores vozes que nós já tivemos. Como você vê isso?
Bixo, tem muita gente muito boa, o que varia é mais o estilo. O Xororó, o Zé Rico, o Matogrosso… Eu não penso nisso e nem quero pensar, prefiro que as pessoas fiquem com essa discussão. Mas eu fico feliz, claro.
É raro o cantor sertanejo com bastante estrada que não tenha tido algum problema nas cordas vocais. O que você faz pra conseguir manter a voz com qualidade depois de 26 anos cantando profissionalmente?
Você deve saber que, na verdade, o grande lance da voz é a forma de cantar, aquele papo de cantar com técnica. Quando a gente cantava em bar, tinha dia que era 4 ou 5 horas de música, e eu acabei tendo que ir numa fono, então eu aprendi a técnica lá no começo da carreira. Tenho 43 anos e não tenho problema, devo isso a ter aprendido a cantar direito lá atrás.
E o personagem do “Pânico”, Marrone?
Rapaz, acho bacana demais. Fazem isso porque me admiram, o menino que me imita (Guilherme Santana) é fã da gente, e ele achou que o personagem podia ser popular e dar certo. É legal ser lembrado sem ser por coisa negativa.
___
Sobre o novo DVD, eles foram unânimes em escolher a música preferida: o bolero “Sem ninguém me ver chorar”, composição do Bruno e do Felipe.

Barbra Streisand flagrou o primeiro namorado na cama com outro homem, diz biografia



Livro 'Hello Gorgeous: Becoming Barbra Streisand' revela que a cantora descobriu a condição bissexual do primeiro namorado, o ator Barré Dennen, após nove meses de namoro

Getty Images

Barbra Streisand Uma biografia controversa de Barbra Streisand (70) revela detalhes do passado amoroso da cantora. Segundo o livro, o primeiro relacionamento amoroso de Barbra terminou após ela ter descoberto que o namorado, o ator Barré Dennen (74), é bissexual. O livro se chama Hello Gorgeous: Becoming Barbra Streisand e foi escrito por William J. Mann.

Segundo a publicação, a cantora flagrou o ex-namorado fazendo sexo com outro homem. "Naquele momento, a verdade sobre os nove meses de relacionamento desabou sobre a cabeça dela. Uma verdade triste veio à tona, claro, mas ela fez o que pode para bloquear aquilo de seus pensamentos", diz o livro. Quando Barbra se apaixonou por Barré, tinha acabado de completar 18 anos. Ele era quatro anos mais velho. "Barré foi seu primeiro amor. Ela era jovem inocente e inexperiente. Ela entregou a ele seu corpo", afirma a biografia, sugerindo que foi com o ator que Barbra perdeu a virgindade. A cantora foi casada com o ator Elliott Gould (74), entre 1963 a 1971. Juntos eles tiveram o único filho dela, Jason Gould (45). Barbra só se casou novemente em 1998, com o ator James Brolin (72), com quem vive até hoje.

Duas novas imagens de A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2 aparecem

A estreia de A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2 está agendada para o dia 15 de novembro de 2012. Confira abaixo duas novas imagens da parte final da franquia:
A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2
A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2
A conclusão surpreendente (?) da série desvenda os segredos e mistérios dessa fascinante epopéia romântica protagonizada por Robert Pattinson, Kristen Stewart e Taylor Lautner que tem conquistado milhões de pessoas.
Bill Condon (Dreamgirls - Em Busca de um Sonho, Kinsey - Vamos Falar de Sexo) dirige. Segundo ele, o último filme da saga deixará o romance de lado e focará mais na ação. "Vamos ter um encontro dos clãs de vampiros de todo o mundo, então será mais global. É épico."

Kadhafi usava quatro escravas sexuais por dia

Graciosa Silva
A guarda pessoal de Kadhafi era composta somente por mulheres, conhecidas como "amazonas".
A guarda pessoal de Kadhafi era composta somente por mulheres, conhecidas como "amazonas". Fotografia © Global Imagens
Poucas certezas havia até agora sobre a intimidade do ditador líbio Muammar Kadhafi, derrubado e morto há quase um ano. "Muitos imaginavam que era um predador com as mulheres, no entanto, não podíamos adivinhar o seu nível de barbaridade, sadismo e violência", relata em livro a jornalista francesa Annick Cojean. Em Les Proies: dans le harém de Kadhafi (As presas: no harém de Kadhafi) a repórter relata os crimes sexuais daquele que se dava a conhecer por "Papá Muammar".
O ditador é descrito como um líder de apetite sexual insaciável e como um violador de pessoas de ambos os sexos. A investigação de Cojean parte do testemunho de Soraya, uma jovem líbia de 22 anos que foi sequestrada aos 15 e que sofreu os caprichos sexuais do ditador ao longo de cinco anos. A história foi relatada há um ano no Le Monde e agora a jornalista publica em livro os detalhes do sistema de exploração da mulheres posto em prática na era Kadhafi. Já na passada segunda-feira o DN tinha relatado a história na sua edição impressa e no e-paper.
A parte inicial da obra, relata na primeira pessoa o cativeiro que Soraya viveu, fechada num quarto da casa do ditador em Trípoli. A qualquer hora do dia, agentes dos "serviços especiais" chamavam-na para ir até ao quarto do ditador, que a violava. Às vezes, Kadhafi concluía urinando-lhe em cima, dirigindo-se a ela com termos como "puta" ou "vadia". Constantemente drogado, obrigava-a a fumar, beber e a consumir cocaína. Soraya deveria também ver filmes pornográficos como "trabalhos de casa" para "aprender".
Tal como esta rapariga, muitas foram as que passaram por esta espécie de prisão sexual, que também incluía rapazes. O número é indeterminável. Os lugares para aumentar o apetite do líder eram também inúmeros: desde institutos, casamentos e prisões. O líder tinha ainda um consultório ginecológico escondido na Universidade de Trípoli: "Só vejo duas possibilidades: abortos ou reconstruções de hímen", conclui a autora sobre a utilidade da mesma.
Em cada viagem ao estrangeiro, Kadhafi recrutava novas mulheres. Os "serviços especiais" encarregavam-se de convencer as jovens a viajar até Tripoli, dando-lhes presentes como joias. "Vinha aqui fazer compras", admite uma fonte diplomática de Paris à jornalista. Kadhafi "governava, humilhava, submetia e sancionava com o sexo", relata um membro anónimo dos seus serviços, que revela ainda relações sexuais do ditador com ministros e embaixadores.
Outra das escravas sexuais, Khadija, foi oferecida a um militar para casamento. No entanto, após uma viagem ordenada por Kadhafi para que reconstruísse o hímen, no dia do seu casamento o líder decidiu violá-la novamente. "Até ao último momento teve de deixar a sua marca. Foi uma mensagem para o marido saber que o líder seria sempre ele", explica a autora.
O livro revela um líder de apetite sexual insaciável, violador de mulheres e de homens, de todas as idades. É considerado um "relato assustador, que excede de longe a pior caricatura do ditador".
"Les Proies: dans le harém de Kadhafi", de Annick Cojean
Annick Cojean é jornalista e antiga correspondente do Le Monde. Partindo de um artigo, o seu novo livro revela relatos contados na primeira pessoa por várias das escravas sexuais do antigo líder líbio Muammar Kadhafi. O principal testemunho é o de Soraya, uma rapariga que o ditador viu na escola e escolheu para sua escrava sexual. Com apenas 15 anos foi drogada, violada e torturada. Depois de ter sido libertada deu a cara para dar a conhecer o lado obscuro do regime. O livro, com 336 páginas, foi publicado apenas em França, pela editora Grasset
 

‘Gosto de sexo selvagem', diz Lívia Lemos no Paparazzo


Lívia Lemos trabalhou durante 12 anos como apresentadora de TV e ganhou ainda mais projeção quando namorou o ex-jogador Ronaldo Fenômeno. Agora, após um casamento de cinco anos com o DJ Fabrício Peçanha - com quem teve um filho, Gael, de quatro anos -, ela quer voltar à televisão.
“Por cinco anos me dediquei à vida de dona de casa e esposa. Agora quero retomar minha carreira. Fiz curso de consultoria de imagem e estou investindo no mundo do funk. Visto a Anitta e o MC Sapão. O funk é um universo que tem muito valor e está em novelas, programas de TV, festas e em todo lugar, mas ainda é mal visto. Acho que aos pouquinhos estamos mudando isso”, disse.

Foto: Reprodução

“Em outubro, vou estrear um programa de rádio chamado '#extouro' com meus amigos Biel Maciel, Dudu Menor, Rafael Cuia e Dj Tartaruga. Vamos falar sobre as nights do Brasil e terá um pouco de humor também. Amo fazer rádio. É muito gostoso poder levar sentimento para as pessoas através da voz. Mas também estou negociando com algumas emissoras de TV”, contou.
Vida sexual
Durante o ensaio para o Paparazzo, Lívia, que está solteira, fez revelações sobre sua vida sexual. “Gosto muito de sexo. Mas quando estou sem namorado não costumo me masturbar. Não que eu nunca tenha feito, mas prefiro guardar toda a vontade para o momento que rolar de fato”, comentou.
 A loira também deu algumas dicas para conquistá-la. “Tem que ter senso de humor e um ar de mistério. Também gosto de uma boa pegada e de palavras sussurradas ao pé do ouvido. É isso que me arrepia. Gosto de carinho, mas também de sexo animal. Acho que em quatro paredes vale tudo quando se está com vontade”.Para apimentar a relação, a apresentadora gosta de surpreender o parceiro. “Faço de tudo um pouco. Desde enfeitar o quarto com pétalas de rosas e velas, até fazer striptease e usar espartilho bem sensual. Tem que fazer o que se tem vontade. Sou bem confiante quando o assunto é sexo”.Apesar de tantos artifícios na cama, a loira não abre mão do velho e bom arroz com feijão. “A posição que mais gosto é o papai e mamãe mesmo. Também não curto muito as preliminares. Apesar de achar importante, gosto de ir mesmo para o momento principal”, disse, aos risos.Lívia contou que realiza as fantasias sexuais que tem. “Não tenho fantasia sexual que ainda queira fazer, pois quando sinto vontade, vou e realizo. O que gosto mesmo é de sexo bem feito. Mas um lugar inesquecível onde fiz amor foi com o carro em movimento na ponte Rio-Niterói”, contou.

Kristen e Pattinson passam férias no Brasil e fazem pacto sem sexo

Na tentativa de salvar a relação, o casal estaria seguindo os conselhos de um terapeuta


Fuxico



Depois de sobreviver aos momentos mais tensos causados pelo caso de infidelidade, o casal mais falado de Hollywood para estar buscando uma maneira de voltar às boas, ou pelo menos conseguir conviver harmoniosamente para poder cumprir seus compromissos profissionais. Kristen Stewart e Robert Pattinson estariam tentando se reconciliar de todas as maneiras e buscaram a ajuda de um profissional no assunto.
A mídia internacional dá conta que o casal recorreu a ajuda de um conselheiro matrimonial, famoso por trabalhar com estrelas de Hollywood. É ele quem traça as diretrizes que devem ser seguidas pelo ex-casal e auxilia a reequilibrar o relacionamento, tentando evitar passos errados e novos desentendimentos.
Mesmo após passarem dois meses sem nenhum contato, o momento pede maturidade e prudência. Outro conselho do tal assessor: jamais mentir.
Um detalhe curioso da terapia feita pelo casal: para superar este momento mais tenso, o assessor contratado teria aconselhado Robert e Kristen a assinar um pacto "sem sexo”. O jornal britânico Daily Mirror garante que esta foi a primeira medida proposta pelo conselheiro, que ordenou que eles durmam em camas separadas por um mês.
O psiquiatra escolhido cobra em média US$ 500 por uma hora de trabalho e determinou que os dois terão que passar um mês sem sexo.
A terapia ordena que o casal tem que "trabalhar a comunicação, a cicatrização das feridas e deve exercitar a confiança mutua". A proposta é que os dois se concentrem em discutir exaustivamente a relação, deixando o sexo de lado nesta fase do tratamento.
“O sexo vai ter que esperar. A proposta é que os dois se concentrem neles mesmos e reconstruam o relacionamento”, informou uma fonte próxima.
“Este é um período ruim para os dois e o terapeuta eixou claro que será difícil”, acrescentou a fonte, que garante que o psiquiatra quer que eles deem uma pausa no trabalho.
A terapia aconselhou Kristen Stewart e Robert Pattinson a fugirem para um lugar onde eles possam ficar afastados da vida pública. E ai entra um detalhe especialmente curioso para os fãs brasileiros:Kris e Rob passarão férias no Brasil, num hotel de luxo na floresta amazônica. Para cumprir o pacto sem sexo, eles ficarão em em quarto com camas separadas.
Ainda segundo a fonte, a escolha do Brasil foi perfeita: “Foi a escolha ideal porque lá foram filmadas as primeiras cenas de amor dos dois. O lugar tem boas vibrações e vai ajuda-los a colocar as coisas nos eixos”.
Na saga Crepúsculo, Edward e Bella se casaram e viajaram para essa mesma região. Na época das filmagens, notícias davam conta que o casal estava tão apaixonado que chegou a quebrar a cama do hotel nas noites mais quentes de amor.

Presa por sexo grupal com alunos, professora diz ser vítima de vídeo

Em agosto, Brittni Colleps foi condenada a cinco anos de cadeia.
Aluno filmou sexo grupal entre ela e vários outros estudantes.

Do G1, em São Paulo

Após ser condenada em agosto a cinco anos de cadeia no estado do Texas, nos EUA, por manter múltiplos encontros sexuais com cinco estudantes de 18 anos, a professora Brittni Colleps, de 28 anos, diz que foi "vítima" do vídeo gravado pelos jovens.
Brittni Colleps se diz vítima de vídeo com sexo grupal gravado por estudantes. (Foto: Reprodução)Brittni Colleps se diz vítima de vídeo com sexo grupal gravado por estudantes. (Foto: Reprodução)
"Eu nunca dei meu consentimento para isso", disse Brittni, em entrevista à emissora de TV "ABC News".
Ex-professora de ensino médio do Texas, ela foi presa após ser flagrada em fita fazendo sexo grupal com quatro de seus próprios alunos - enquanto um quinto filmava.
Brittni, casada e mãe de três filhos, foi declarada culpada por um júri no condado de Tarrant de 16 acusações por manter uma relação inadequada entre um professor e um aluno.
Os encontros sexuais com os estudantes aconteceram na casa da professora durante dois meses em 2011.
Brittni Colleps fez sexo com cinco estudantes. (Foto: Divulgação)Brittni Colleps fez sexo com cinco estudantes
(Foto: Divulgação)
Durante seu julgamento, os promotores revelaram que um dos estudantes registrou em vídeo uma orgia com participação da professora.
O vídeo da orgia foi mostrado durante o julgamento dela, e criou desconforto em todos os presentes.
As leis locais proíbem os professores de ter relações sexuais com estudantes, não importa qual seja a idade.
Logo após a prisão da professora, seu marido, Christopher Colleps, saiu em defesa dela. Segundo reportagem da emissora de TV "WFAA", Christopher disse que tem sido atacado e alvo de brincadeiras desde que sua mulher foi detida. O marido disse que vai ficar ao lado Brittni, apesar das acusações. "Ela é uma pessoa amável e leal", disse ele, destacando que Brittni é uma mãe amorosa.

Empresário de Campinas é preso após ser flagrado abusando da própria filha de 12 anos

Fabiana Marchezi
Do UOL, em Campinas
A Polícia Civil de Campinas (93 km de São Paulo) deve abrir um inquérito nesta segunda-feira (1°) para investigar um empresário de 41 anos preso em flagrante enquanto abusava sexualmente da própria filha de 12 anos dentro de um carro no Jardim Santa Cruz. O caso aconteceu no último sábado (29). De acordo com o boletim de ocorrência, uma viatura fazia patrulhamento de rotina pelo bairro quando os policiais suspeitaram do veículo da marca Montana que estava estacionado na rua Hebert de Souza.Após serem abordados, a garota confessou que havia três meses que o pai abusava constantemente dela e que ainda não tinha contado para a mãe por medo. O homem foi detido em flagrante por suspeita de estupro de vulnerável, mesmo após alegar que a história era invenção da garota.
No boletim está registrado ainda que, para tentar se livrar da acusação, o homem tentou subornar os policiais com grande quantidade de drogas e armas, inclusive um fuzil e uma metralhadora, que seriam deixados em uma rua de um bairro próximo por dois comparsas. Os policiais fingiram que concordavam para pegar as provas contra o suspeito. No local combinado, os PMs encontraram um revólver e uma pistola.
O delegado Rodrigo Otávio Aidar Monteiro, que atendeu ao caso, disse que também vai investigar a procedência das armas e o suposto envolvimento do homem com a principal facção criminosa do Estado de São Paulo. Após a prisão, o acusado foi encaminhado à cadeia anexa ao 2º Distrito Policial de Campinas sob acusação de estupro.
Devido a uma crise nervosa, a menina foi encaminhada ao Centro de Atendimento de Urgência e Emergência de Valinhos (85 km de São Paulo)e em seguida para o Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti (CAISM), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde permaneceu em observação por cinco horas.
No mesmo dia, acompanhada pela mãe, a menor foi levada para um abrigo sob a custódia do Conselho Tutelar, para acompanhamento, e, após liberada, foi para casa. A polícia não informou sobre as declarações da mãe.

Diretor do filme "Ted", Seth MacFarlane é o apresentador do Oscar 2013

O autor, diretor e roteirista Seth MacFarlane em lançamento de Ted, em Los Angeles (21/6/12)
O autor, diretor e roteirista Seth MacFarlane em lançamento de "Ted", em Los Angeles (21/6/12)
Diretor do filme "Ted" e criador da série "Uma Família da Pesada", Seth MacFarlane é o apresentador do Oscar 2013. A informação foi confirmada pela Academia na tarde desta segunda-feira (1). A 85ª cerimônia de premiação será realizada no dia 24 de fevereiro no Dolby Theatre e será transmitida ao vivo para 225 países.
Os produtores Craig Zadan e Neil Meron disseram em uma declaração conjunta que estão "emocionados" com a escolha. "Suas habilidades e desempenho combinam perfeitamente com as nossas idéias para tornar o show divertido e fresco", disseram. "Ele vai ser o anfitrião perfeito, estamos muito felizes de trabalhar com ele". Em 2012, o Oscar foi apresentado pelo ator Billy Crystal.
"É um privilégio irresistível ser o apresentador do Oscar", disse MacFarlane no comunicado. "A primeira coisa que pensei foi como chegar aos altos padrões estabelecidos pelos meus antecessores", escreveu.
“Seth é incrivelmente talentoso”, disse Hawk Koch, presidente da Academia. “Nós não poderíamos estar mais felizes com o time criativo que montamos. Com Craig, Neil e agora Seth, temos um grande começo.”
No Brasil, "Ted" (dirigido e dublado por MacFarlane), gerou polêmica quando o deputado Protógenes Queiroz assistiu ao filme de categoria 16 anos com o filho de 11 e pediu a reclassificação indicativa do longa, que ele considerou impróprio para menores de 18 anos. "Ted" arrecadou 420 milhões de dólares (cerca de R$ 810 milhões) pelo mundo desde sua estreia em setembro.

Jovem muda versão e diz que sexo com rapazes em Minas Gerais foi consensual, diz polícia

Rayder Bragon
Do UOL, em Belo Horizonte
A delegada que investiga vídeo no qual uma adolescente de 15 anos, moradora de Santa Luzia (região metropolitana de Belo Horizonte), é filmada fazendo sexo com quatro rapazes, afirmou que a garota mudou a versão inicial apresentada para o caso e disse que o ato sexual teria sido consentido.
De acordo com a delegada Bianca Landau, responsável pelo inquérito instaurado para investigar um possível caso de estupro, a primeira versão apresentada pela menor de idade, que tinha procurado a polícia depois do vazamento das imagens na internet, dava conta de que ela teria sido convidada por um dos envolvidos no caso, com que ela mantinha um relacionamento, para ir até a casa dele.
No local, ela afirmava que havia sido dopada e não se lembrava de mais nada. As cenas de sexo foram gravadas com a câmera de um celular. Os jovens acusados pela garota têm as idades de 16, 17, 18 e 21 anos.
O vídeo havia postado na última quarta-feira (26) em uma página de relacionamento na internet de uma escola da cidade mineira. O caso ocorreu no mês de agosto deste ano e o material foi retirado do site em seguida.
Confrontadas com as imagens, nas quais a garota não parece estar desacordada, ela teria admitido ter mentido, conforme a polícia.
A assessoria da corporação, no entanto, não informou o motivo pelo qual a garota havia apresentado o primeiro relato para a delegada nem adiantou se a adolescente será alvo de alguma acusação pelo falso depoimento.
Ainda conforme o setor, a hipótese de estupro foi descartada, mas a delegada afirmou que o caso continuará a ser investigado. A polícia quer identificar o responsável pela publicação do vídeo contendo as cenas de sexo com adolescentes (crime penalizado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente com pena de quatro a oito anos de prisão) e ainda vai checar se houve o aliciamento de menores.
A polícia informou que três dos jovens identificados como participantes das imagens foram ouvidos na última sexta-feira (28) e negaram ter dopado a garota. O quarto envolvido ainda não foi interrogado.

Músicos comentam show "Elvis in Concert"

Integrantes que tocaram com o cantor falam da emoção de reviver o astro

Confira nova versão do clipe de "Gangnam Style" do coreano PSY

Novo vídeo se passa em Nova Iorque em um desfile de moda
PSY letras
O coreano que está arrastando multidões pelo mundo com seu hit "Gangnam Style" liberou uma segunda versão do vídeo.
Na nova produção, PSY invade o desfile da grife Jill Stuart em Nova Iorque e toma conta da passarela fazendo sua inconfundível "dança da cavalgada". O novo clipe é uma parceria com a marca americana, que utiliza ainda o bordão do cantor "Dress Classy, Dance Cheesy" ("Vista-se com classe, dance de forma brega" em tradução livre).
PSY está a um passo de conquistar o topo da parada de singles da Billboard. Atualmente o cantor esta na segunda posição, e ele garantiu que se alcançar a primeira posição, fará uma performance da faixa seminu em sua terra-natal.Confira abaixo a nova versão de "Gangnam Style":

Adele confirma que cantará o tema de abertura do novo filme do 007

Adele confirma que cantará o tema de abertura do novo filme do 007


Do UOL, em São Paulo

Adele publicou em seu Twitter nesta segunda-feira (1º) uma prova de que está gravando o tema de abertura de “007 – Operação Skyfall”, o novo filme do agente secreto James Bond. A cantora britânica esteve nos estúdios Abbey Road no início deste mês.
No programa de talk show de Jonathan Ross, a cantora declarou: “Não escrevo músicas há algum tempo. Voltarei ao estúdio em novembro. Na verdade, é uma música para um tema. Acho que estou entregando demais.”
Thomas Newman, que já compôs as trilhas de “Procurando Nemo”, “Um Sonho de Liberdade”, “Wall-E” e “Foi Apenas um Sonho”, é quem vai assinar a produção dirigida pelo britânico Sam Mendes.
A canção feita por Adele para o filme será divulgada no dia 4 de outubro, segundo o site E! Online.
“007 – Operação Skyfall” deve estrear no dia 26 de outubro no Reino Unido. É o vigésimo terceiro filme e comemora os 50 anos da série.

VAZOU! Confira prévia do novo single de Adele, "Skyfall"


O novo single de Adele tem previsão de lançamento para sábado, porém o que pegou todos de surpresa foi a prévia de um minuto e meio da música
Pelo que ouvimos, dá pra sentir a introdução leve, com voz suave e um refrão forte e que gruda, além de ouvir, ao fundo, no final do refrão um instrumental com os elementos típicos da franquia 007.
No trecho é possível ouvir Adele cantar o refrão poderoso: " Let (And?) the Skyfall, and it crumbles, we will stand tight, face it all togheter, at the Skyfall"
Opinião de fã: Não tem como não amar a música, ela tem tudo de melhor de Adele e ainda mostra uma união entre a sonoridade da artista e a sonoridade da trama, não pendendo muito para um lado, nem para o outro, foi um casamento perfeito, resta ouvir agora a faixa inteira! Adele não cometeu o erro de tentar, nessa faixa, fazer algo parecido com o seu megasucesso "21", soube separar um trabalho do outro e com isso trouxe ares novos em seu novo single.

Natalie Portman vai interpretar Jackie Kennedy no cinema

Natalie Portman vai interpretar a ex-primeira-dama dos Estados Unidos no cinema. Foto: Getty Images
Natalie Portman vai interpretar a ex-primeira-dama dos Estados Unidos no cinema
Foto: Getty Images
Natalie Portman vai assumir o papel da ex-primeira-dama americana Jacqueline Kennedy no longa Jackie, que conta a história sobre o que aconteceu no rescaldo do assassinato de seu marido, o presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, em novembro de 1963. A trama é baseada no drama escrito por Noah Oppenheim, em 2010.De acordo com o site Deadline, o diretor Darren Aronofsky e sua ex-mulher Rachel Weisz - que foram casados de 2002 até 2010 - estavam planejando fazer o filme juntos, mas o cineasta, que trabalhou com Natalie em Cisne Negro, desistiu da ideia depois da separação.Rachel disse anteriormente que "é um roteiro muito bonito. É sobre os quatro ou cinco dias após o assassinato e como Jackie lidou com tudo e o funeral. Não é um filme biográfico. É sobre esse período curto de tempo".O nome de Steven Spielberg foi cotado para dirigir as filmagens, mas ainda não se sabe se ele ainda está interessado em participar.Katie Holmes e Sarah Michelle Gellar estão entre um número de estrelas que já interpretaram Jackie, a primeira na minissérie The Kennedys e a segunda interpretou a ex-primeira-dama em Uma mulher chamada Jackie.

Lady Gaga planeja lançar um álbum de jazz com Tony Bennett

Lady Gaga e Tony Bennett já gravaram um canção juntos. Foto: Mauro Pimentel/Terra
Lady Gaga e Tony Bennett já gravaram um canção juntos
Foto: Mauro Pimentel/Terra
Lady Gaga e Tony Bennett trabalharam juntos em uma canção para o álbum do cantor, intitulado Duets II, e a dupla gostou tanto de trocar figurinhas que agora quer gravar um álbum inteiro."Ela me ligou da Nova Zelândia e disse: eu quero fazer um álbum de jazz com você. E eu disse: é isso aí!", contou Tony à revista Rolling Stone. "Nós vamos fazer um álbum de jazz com Marion Evans, uma banda grande. Eu estou ansioso...Muitas pessoas não sabem, mas ela é uma cantora de jazz fenomenal", continuou.Tony escolheu alguns compositores com quem eles irão gravar, mas preferiu não revelar os nomes ainda. "Eu não posso mencionar o compositor, porque eu não quero dizer antes de fazer. Mas há um grande compositor que é muito famoso, mas não tão famoso como Gershwin ou Porter. Mas ele fez canções de sucesso como ninguém e, por isso, vamos fazer um grande álbum cheio de swing."O cantor de 86 anos também disse que gostaria de realizar alguns concertos com Gaga, mas não sabe se ela seria capaz de encaixá-los em sua programação. "Vamos ver o que acontece. Ela é uma boa amiga e eu respeito seu potencial criativo, mas ela nunca consegue parar e eu a chamo de Picasso Musical. Sua energia é simplesmente fenomenal."

Queens of the Stone Age, Pearl Jam e Black Keys são confirmados no Lollapalooza Brasil 2013

The Black Keys, na Inglaterra (26/8/2012)
The Black Keys, na Inglaterra (26/8/2012)
As bandas Queens of the Stone Age, Pearl Jam, Black Keys, Agridoce e Vanguart estão escaladas para a edição 2013 do festival Lollapalooza em São Paulo. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (1º).Ainda fazem parte da programação Deadmau5, Kaiser Chiefs, Criolo, The Killers, Franz Ferdinand, Flaming Lips, Hot Chip, Passion Pit, Foals e Crystal Castles. Os shows vão ocorrer nos dia 29, 30 e 31 de março no Jockey Club da cidade.
O Lollapass --ingresso válido para os três dias do evento-- sai por R$ 900 (inteira) e R$ 450 (meia). Aqueles que se cadastraram até o último sábado (29) no site do festival têm direito à pré-venda exclusiva, que começa a 0h01 desta terça-feira (2) e vai até o dia 15 de outubro. A partir desta data estarão abertas as vendas dos ingressos individuais, cujos preços ainda não divulgados.
A programação de shows dividida por dia e horário será divulgada também no dia 15 deste mês. A expectativa é que o festival atraia 200 mil pessoas em três dias de festival, diferente das 135 mil que estiveram na edição de 2012 do Lollapalooza Brasil.

Line-up completo do Lollapalooza 2013

  • Reprodução

Em meio à crise, CD celebra 30 anos de revolução digital na música

Criado em 1982, formato foi desenvolvido por empresas Sony e Philips.
Ideia era mídia que coubesse no bolso do jaqueta, com 12 centímetros.

Da EFE
Capa de '52nd street', de Billy Joel, considerado o primeiro CD a ser comercializado, em 1982 (Foto: Divulgação)Capa de '52nd street', de Billy Joel, considerado o
primeiro CD a ser comercializado, em 1982 (Foto: Divulgação)
Apesar de já ter sido mais relevante no mercado, o CD, que transformou o vinil em material de colecionador, completa 30 anos nesta segunda-feira (1) desde que, pelas mãos da Sony e da Philips, fez uma verdadeira revolução digital na indústria fonográfica.
No dia 1º de outubro de 1982 saía à venda no Japão o primeiro reprodutor comercial de discos compactos, o CDP-101, um aparelho que custava cerca de R$ 4,3 mil, pesava nada menos que 7,6 quilos e tinha uma denominação ("101") em homenagem ao sistema digital binário de zeros e uns.
Na ocasião, o lançamento foi acompanhado pela publicação de 50 títulos em CD de todo tipo de música por parte das gravadoras CBS/Sony e Epic/Sony, desde Mozart e Beethoven até Simon&Garfunkel, Julio Iglesias e Billy Joel, cujo "52nd street" é até hoje considerado por muitos o primeiro álbum comercializado neste formato.
A chegada do CD em um mercado então dominado pelos LPs (Long Players) e cassetes começou a ser articulada em 1979, quando a japonesa Sony e a holandesa Philips decidiram iniciar uma colaboração para criar um novo suporte que permitisse levar o áudio digital aos lares.
Engenheiros das duas empresas também já tinham trabalhado anteriormente em outros protótipos: os da Sony com foco na codificação e na leitura, enquanto os da Philips no sistema óptico. Em 1975, o grupo holandês chegou a lançar seu Laservision, que, no entanto, simbolizou apenas um fracasso comercial.
Porém, foi essa aliança entre as duas empresas que resultou na elaboração da primeira linha de produção em massa de CDs em uma fábrica da província de Shizuoka, no centro do Japão, sendo que o rápido sucesso deste suporte no mercado não era imaginado por nenhuma das empresas.
O tamanho do CD acabou sendo determinado pelo das populares fitas cassetes, formato criado pela Philips no começo dos anos 60, que tinham 11,5 centímetros, uma medida manejável que a firma holandesa considerou exata também para o CD. No entanto, como essa proporção só seria capaz de armazenar uma hora de música gravada, a Sony decidiu aumentar meio centímetro (os 12 atuais) para fixar sua capacidade em 74 minutos.
Aparentemente, a Sony pensava que o CD devia ter capacidade de armazenar qualquer peça de música clássica, tendo como referência a nona de Beethoven - hoje Patrimônio da Humanidade - em uma de suas versões mais longas. Outros falam que esta peça era a favorita do então vice-presidente do grupo japonês, Norio Ohga.
Em qualquer caso, ambas as empresas concordaram que o novo disco devia ser fácil de se manusear e, por isso, a Sony fez todo um estudo na Ásia, Europa e na América para comprovar o tamanho médio dos bolsos das jaquetas para confirmar se o CD de 12 centímetros poderia ser carregado.
O pequeno disco teve tal êxito, que, no final de 1984, a Sony já tinha lançado o primeiro reprodutor portátil de CDs, o "discman" D-50. Em 1986, a produção anual de CDs já alcançava os 45 milhões de unidades, muito acima dos discos de vinil. Em 1988, a produção alcançou os 100 milhões de unidades anuais e, quatro anos depois, já tinha triplicado este mesmo número.
No ano de 2007, 25 após seu nascimento, as empresas já haviam vendido mais de 200 bilhões de CDs no mundo todo. Apesar de este número ser indiscutível, o mercado dos compact disc já parecia sentir a cada vez mais crescente popularidade de outros formatos tecnológicos.
Atualmente, o uso cada vez mais frequente de suportes menores, capazes de armazenarem downloads, se reflete na produção de países como o Japão, que em 2011 fabricou algo mais de 196 milhões de CDs, frente aos quase 330 milhões de dez anos atrás.
Para comemorar o 30º aniversário da chegada do CD ao mercado, a Universal Music lançou no Japão uma série especial de CDs que inclui, como não poderia deixar de ser, a nona sinfonia de Beethoven em homenagem a sua influência no suporte que marcou o início de uma nova era no áudio.

'Coração feliz de Hebe só parou quando câncer ficou incontrolável', diz cardiologista

A luta de Hebe Camargo contra o câncer começou em 2010, quando a doença foi diagnosticada. Depois de fazer todo o tratamento, ela anunciou que estava curada.
Mas, em 2011, a doença voltou. E hebe foi submetida a novos procedimentos médicos. Nesta última semana, o estado de saúde dela tinha piorado bastante.  Hospital Albert Einstein, quarto 250. Foi lá que Hebe Camargo ficou internada pela última vez, no mês passado. Ela tinha dificuldade para se alimentar e, no hospital, recebeu vitaminas, proteínas e todos os nutrientes por sonda. Foi quando os médicos perceberam que os remédios contra o câncer já não faziam mais efeito. Quando ela saiu de lá, há 34 dias, já tinha decidido, com a família e a equipe médica, ficar em casa. “No momento em que o hospital deixa de oferecer para o paciente uma oportunidade de cura e que existe a possibilidade de se montar uma estrutura em casa, não tem porque tirá-la do seu conforto. Foi montada uma estrutura dentro da residência dela com médicos, enfermeiras e todo o suporte que ela poderia ter no hospital”, afirma Dante Senra, cardiologista de Hebe. O médico que cuidava do coração da apresentadora esteve com ela todos os dias nas últimas duas semanas de vida.
Fábio Turci: Na sexta-feira à noite, quando o senhor a viu pela ultima vez, qual era a condição dela?
Dante Senra: Ela já estava muito debilitada. O rim já mostrava sinal de falência. Era uma questão irreversível, infelizmente.  Hebe passou os últimos momentos em casa, no quarto, ao lado da enfermeira, de uma sobrinha e de um amigo. Faltava pouco para o meio-dia quando ela abriu os olhos, tentou falar, mas o coração parou antes. Um dos sorrisos mais famosos e antigos da TV brasileira se desfez após quase três anos de uma luta árdua contra o câncer, mas, nem sempre, uma luta triste.
“Vocês vão ter que me engolir”, brinca Hebe em um vídeo gravado para o Hospital Albert Einstein. Neste vídeo, a apresentadora contou, com o humor habitual, que o primeiro sintoma da doença foi um inchaço na barriga.
“Grávida eu sabia que não estava, porque não tinha feito nada para engravidar. Fizemos os exames e deu que eu estava com câncer no peritônio. Até eu falava ‘periscópio’. Falei: ‘Nunca soube que eu tinha peritônio. Não é periscópio?’”, conta antes de gargalhar.  O peritônio é a membrana que reveste o abdômen e todos os órgãos que ficam nessa parte do corpo. O câncer de peritônio é um dos mais raros no Brasil. Atinge cinco pessoas em cada grupo de 100 mil pessoas. Para comparação, o câncer de mama aparece em 52 pessoas para cada 100 mil. O médico oncologista que cuidou de Hebe está num congresso na Áustria. Pela internet, ele conversou com o Fantástico. Sérgio Simon explicou que o tumor da apresentadora não foi eliminado completamente na primeira cirurgia, em janeiro de 2010.
“Não era interesse retirar todo o tumor. Esse tipo de tumor não se trata cirurgicamente. Ele se trata com remédios, porque não é possível tirar todo o peritônio da pessoa. Então não se faz esse tipo de cirurgia. A gente apenas tira as partes maiores do tumor pra dar o diagnóstico e depois começa o tratamento”, explica Simon. Depois da primeira operação, a apresentadora fez cinco sessões de quimioterapia. “Fiz as quimioterapias que todo mundo dizia ‘Ih, quimioterapia é um horror, dá enjoo, dá não sei o que’. Falei: ‘Tem que fazer? Dê o que der, vamos fazer’", disse a apresentadora no vídeo.
“Ela ficou totalmente sem a doença. Os exame de sangue acusavam uma regressão completa da doença. Ela teve o ano inteiro praticamente de vida normal, com uma excelente qualidade de vida”, diz o oncologista. Em 2011, o câncer no peritônio voltou e ela retomou as sessões de quimioterapia. Em 2012, a apresentadora passou por duas cirurgias de emergência. A primeira foi em março, para eliminar um tumor que estava obstruindo o intestino. Em junho, a vesícula foi retirada.  O cardiologista explica que o coração feliz e saudável de Hebe Camargo só parou quando o câncer ficou incontrolável. "Eu guardo a imagem de uma mulher alegre, que gostava da vida, que acha que vale a pena viver e lutar pela vida", destaca Senra.

Veja uma das últimas fotos tiradas por Hebe Camargo antes de morrer

Hebe Camargo e Daniela Beyruti, herdeira de Silvio Santos
Hebe Camargo e Daniela Beyruti, herdeira de Silvio Santos Foto: Divulgação
Extra
Cerca de quinze dias antes de morrer, Hebe Camargo tirou uma de suas últimas fotos ao lado de Daniela Beyruti, herdeira de Silvio Santos. A filha do “Homem do Baú” esteve na casa da apresentadora para acertar os detalhes de seu retorno ao “SBT”, firmado na última quinta-feira, dia 27, quando a emissora assinou o contrato de Hebe por meio de Claudio Pessutti, sobrinho dela.
Neste mesmo dia em que recebeu a visita de Daniela, Hebe conheceu ainda o bebê da empresária, Gabriel, que nasceu em março deste ano.
Hebe morreu neste sábado, poucos dias após o encontro, vírtima de um ataque cardíaco. A apresentadora foi enterrada na manhã deste domingo, no Morumbi, em São Paulo.

Filmes de James Dean fazem revisão do mito do adolescente angustiado

INÁCIO ARAUJOCRÍTICO DA FOLHA
Se os anos 50 do século passado ficaram conhecidos por seus rebeldes fulgurantes, James Dean talvez permaneça como o modelo mais acabado desse tipo de atores cuja existência se confunde com os papéis que o tornaram conhecido. Um ciclo no Cinesesc resgata o mito.
James Dean era, como Marlon Brando, Montgomery Clift ou Paul Newman, uma cria do Actor's Studio --escola que renovaria o tipo de interpretação do cinema americano. Nenhum teve carreira tão fugaz. Foram, a rigor, apenas três filmes, mas que marcaram a década e o cinema.
A rebeldia foi a marca desse momento. Dean não era um grosseiro, como o Brando de "Uma Rua Chamada Pecado", um tímido, como Montgomery Clift (praticamente a vida toda), um político como Paul Newman.
Todos eles dividiam a rebeldia com outra característica marcante. Apenas James Dean a colocava à frente de todas as outras e deixou, filme após filme, essa rebeldia se marcar como decorrente de uma profunda angústia.
Divulgação
James Dean (foto) em cena de "Juventude Transviada"
James Dean (foto) em cena de "Juventude Transviada"
Sua carreira começa, a rigor, quando Elia Kazan o chama para fazer o papel do filho em "Vidas Amargas". Ali, a busca angustiante pela mãe que não conhecia é o centro da ação. Algo bem a calhar para o jovem Dean, cuja mãe morrera de câncer quando ainda era criança.
Logo em seguida roda, com Nicholas Ray, "Juventude Transviada", talvez o mais perfeito retrato do mal-estar da juventude do pós-guerra.
Ali, Dean interpreta Jim Stark, o garoto que chega a uma nova cidade, inadaptado por excelência, quebrado por dentro, rebelde por fora, sempre disposto a provar sua virilidade. O momento mais célebre, sabe-se, é numa corrida de automóveis.
E James Dean era fanático por velocidade: sua morte se deu num acidente de estrada, quando guiava "Little Bastard", o seu Porsche de corrida, pouco depois --após as filmagens de "Assim Caminha a Humanidade", durante as quais esteve, por contrato, proibido de participar de corridas de automóvel.
No enorme painel da passagem do Texas de sociedade agrária a sociedade petrolífera feito por George Stevens, Dean contracenou com Elizabeth Taylor e Rock Hudson.
Ele era Jett, o rancheiro modesto apaixonado pela inacessível Liz Taylor que descobre óleo em plena superfície de suas terras e se torna da noite para o dia um magnata.
Também este era um papel próximo de sua existência, já que nunca pudera casar com Pier Angeli (a família dela, católica, não queria uma união com um protestante como James Dean), dada como a grande paixão de sua vida.
A morte trágica encerrou uma trajetória tão fugaz que o ator foi indicado duas vezes postumamente ao Oscar de melhor ator (em 1955 por "A Leste do Eden" e em 1956 por "Assim Caminha a Humanidade".
Não ganhou, mas o mito ficou. Sua marca no cinema é cada vez mais presente.
Editoria de Arte/Folhapress
MOSTRA JAMES DEAN
QUANDO de hoje a quinta
ONDE Cinesesc (r. Augusta, 2.075; tel.0/xx/11/3087-0500)
QUANTO de R$ 1 a R$ 12

Internet Archive lança serviço com vídeos de 21 emissoras de TV

ALEXANDRE ARAGÃODE SÃO PAULO
Tudo o que foi dito em programas jornalísticos de 21 canais da TV dos EUA, nos últimos três anos. Grátis, on-line e com sistema de busca. Esse é o recém-lançado TV News: site com 350 mil programas atualizado a cada 24 horas e aberto para ser pesquisado por qualquer pessoa.
O serviço integra o Internet Archive (archive.org ), instituição sem fins lucrativos criada em 1996 pelo nova-iorquino Brewster Kahle, 51.
Pouco modesto, ele trata o portal como a reedição da Biblioteca de Alexandria, em referência à mítica coleção egípcia de livros que teria sido incendiada pelos romanos.
"Nosso projeto é muito menor", diz Kahle, em videoconferência com a Folha. "Mas, se o objetivo da internet for construir a nova Alexandria, podemos chegar bem perto."
Lianne Milton/The New York Times
Brewster Kahle, criador do Internet Archive, abre um container no estoque da instituição, em Richmond (EUA)
O Internet Archive possui toneladas de arquivos, além de registros históricos de páginas da web --uma "máquina do tempo" que é o serviço mais popular do site.
Kahle diz que pensa grande e leva em conta o bem comum, princípios aprendidos durante um estágio no Laboratório de Inteligência Artificial do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts).
Em 1982, graduado em ciência da computação e engenharia, começou a trabalhar com bancos de dados. Assim criou a Alexa, empresa de análise de informações que vendeu à Amazon, em 1999, por US$ 250 milhões.
Quando questionado sobre quanto investiu no Internet Archive, Kahle limita-se a dizer: "Milhões". Há outras três fontes principais de dinheiro: usuários do site, a Fundação Alfred P. Sloan --criada por um ex-presidente da General Motors-- e a Fundação Hewlett, de William Hewlett, cofundador da HP.
IGREJA DA INFORMAÇÃO
Uma parte do dinheiro foi gasta com uma antiga igreja em San Francisco que virou sede. Na entrada, estátuas ocupam bancos de madeira que antes serviam aos fiéis. Funcionários com mais de três anos de casa têm direito a uma escultura de seu rosto.
"Nosso QG abriga principalmente pessoas", diz. Elas ficam em um salão com piso de madeira, sem baias separando seus espaços de trabalho --o fundador fica em uma sala com porta de vidro.
"Mas também temos aqui parte dos nossos servidores." Na parede da igreja, em um recuo adornado por um arco romano, um computador preto com luzes azuis exibe o logotipo do Internet Archive.
Outros países abrigam servidores. Um deles fica, inclusive, na cidade de Alexandria. No Brasil, há um centro para escaneamento.
Trata-se da biblioteca do Ministério da Fazenda, no Rio. Como em outras coleções parceiras, livros antigos são escaneados para depois serem postos na rede. "Enquanto conversamos, estou olhando para essas obras", conta Kahle, referindo-se a um censo rural da Bahia, de 1920.
É assim que Brewster Kahle idealiza o acesso à informação no Internet Archive: rápido, integral e on-line.
Editoria de Arte
WAYBACK MACHINE
O projeto mais ambicioso e que atrai mais visitantes ao Internet Archive é o Wayback Machine, espécie de radiografia do passado da web. Por meio de robôs, o site varre grande parte das páginas on-line e guarda cópias --24 horas por dia, desde 1996.
Hoje, é possível acessar pouco mais de 150 bilhões de sites antigos. O intuito, diz o fundador Brewster Kahle, é preservar a memória. "A internet é um registro de nosso tempo." Páginas que impedem a varrição por robôs, como o Facebook, não aparecem na ferramenta.
O Wayback Machine é uma das divisões do Internet Archive, que separa seus sistemas de busca por tipo de arquivo. Há textos, vídeos, música ao vivo e, com o TV News, programas jornalísticos da televisão. No total, são 6 milhões de documentos.
Inspirado na biblioteca visual da Universidade Vanderbilt, em Nashville (EUA), o TV News é pioneiro ao disponibilizar jornalísticos de maneira organizada e on-line.
"A Vanderbilt é a avó dos arquivos de TV nos Estados Unidos", diz Kahle. No entanto, o acervo da universidade, gravado desde 1968, possui apenas um sumário na rede. Para assistir ao material é preciso pagar uma taxa para recebê-lo em DVD, pelo correio.
A experiência foi importante para definir legislação em relação a direitos autorais. Em 1972, a rede de TV CBS processou a Vanderbilt e foi derrotada. "Desde então, podemos disponibilizar os vídeos da TV, desde que o acesso seja público", explica John Lynch, diretor da biblioteca.
ANTIGUIDADES
No caso dos livros, estão à disposição somente obras em domínio público segundo as leis americanas --ou seja, volumes com mais de 70 anos. Por meio de convênios com bibliotecas públicas e particulares, o Internet Archive financia a digitalização em troca de acesso às obras.
Desde 2010, outra iniciativa, a DPLA (Biblioteca Digital Pública da América, em inglês), negocia com donos de direitos autorais uma forma de acesso gratuito e on-line a ao menos parte de todas as obras lançadas nos EUA.
"A ideia final é realizar uma aliança de associações privadas e fazer uma biblioteca disponível para todas as pessoas", explicou o historiador Robert Darnton, diretor da biblioteca de Harvard e principal mentor do projeto, em visita à Folha em maio.
O processo de escaneamento de livros é custoso. Primeiro, é analisado o estado de conservação da obra. Em seguida, deve-se escolher o formato do arquivo para, então, começar a digitalização.
Além da complexidade técnica, o custo é o principal empecilho para o aumento do número de bibliotecas digitais no Brasil. "À medida que surgirem softwares gratuitos [de digitalização], a tendência é que haja mais bibliotecas", diz Fernando Modesto, professor do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da USP.
Na própria instituição há um centro de escaneamento de obras antigas. A biblioteca Brasiliana surgiu a partir do acervo pessoal do empresário e bibliófilo José Mindlin, morto em 2010. Por meio do site brasiliana.usp.br, já é possível acessar e baixar parte dos livros.

VERGONHA PARA O BRASIL!-Professor brasileiro ganha menos que metade do salário dos docentes dos países da OCDE

Karina Yamamoto
Do UOL, em São Paulo

Um professor brasileiro do fundamental 2 (6º a 9º anos) ganhou, em média, US$ 16,3 mil por ano em 2009. Enquanto isso, na média, um profissional com formação e tempo de experiência equivalentes recebeu US$ 41,7 mil nos países da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Falta de dados brasileiros sobre salário é “absurdo”

“É um absurdo o Estado brasileiro não ter esse dado [sobre a remuneração do professor]”, afirma Rubens Barbosa de Camargo, pesquisador em financiamento da educação básica na USP (Universidade de São Paulo).O especialista lembra que o MEC (Ministério da Educação) realiza anualmente o Educacenso, um levantamento detalhado da educação básica. “Faz o censo escolar [com estatísticas do perfil dos professores, como sua escolaridade e número de escolas em que leciona] e não pergunta quanto ele [o professor] ganha?”, diz Camargo.
Se for levada em consideração a situação do professor da rede pública, a comparação fica ainda pior. A média anual é U$ 15,4 mil. Os salários dos docentes brasileiros foram calculados, com base nos dados da Pnad (Pesquisa Nacional Amostra de Domicílios) 2010 pela Metas - Avaliação e Proposição de Políticas Sociais a pedido do UOL. Já os dados da OCDE foram divulgados no começo de setembro no relatório anual Education at a Glance ("Olhar sobre a Educação" em tradução livre).
“Salário é o principal [fator de atração para carreira docente]”, afirma o pesquisador Rubens Barbosa de Camargo, da Faculdade de Educação da USP (Universidade de São Paulo). E os estudos - além da experiência prática - confirmam e reafirmam a importância do professor na qualidade da educação.
“Há muitos licenciados [profissionais com licenciatura que podem dar aulas] que deixam a profissão. Melhorando o salário, não só atrai a juventude como pode trazer de volta esses professores”, diz Camargo.Para a economista Fabiana de Felício, da consultoria Metas - Avaliação e Proposição de Políticas Sociais, a questão que se coloca é: como selecionar bons professores se a profissão não é valorizada. “É uma atividade desgastante e [dar aula é] um compromisso inadiável. Tem de pagar um salário compatível [para que valha a pena ser professor]” , diz Fabiana.

Diferença com outros profissionais

Pelos cálculos da consultoria Metas, o salário médio de um professor da rede pública com curso superior e com, pelo menos, 15 anos de experiência (US$ 15,4 mil) não chega a metade (48,5%) da remuneração dos demais profissionais (US$ 31,7 mil) no Brasil.
No caso dos profissionais do fundamental de modo geral a diferença é um pouco menor. O salário anual médio de um professor da rede pública (US$ 13,1 mil) é 54,7% do médio das demais profissões (US$ 24,4 mil) com a mesma formação e o mesmo tempo de serviço.
Os números são ruins, mas já foram ainda piores. "Com a introdução do Fundef [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério] que depois virou o Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação], o professor deixou de ter salários acintosos", diz Camargo.
Essa desproporção é comum mesmo nos países ricos da OCDE. Na média, os países da OCDE pagam a seus professores 85% do valor com que remuneram os demais profissionais da etapa equivalente ao fundamental 2.
Na Finlândia, país tido como exemplo pela qualidade da educação, um professor secundário com 15 anos de experiência tem salário praticamente equivalente ao restante da força de trabalho (98%). Dos 30 países com dados disponíveis, apenas quatro têm proporções na casa dos 50%. São eles: Islândia (50%), República Tcheca (53%), Estônia (57%) e Hungria (58%).
Em comparação com os países da OCDE, o Brasil está entre aqueles com menor investimento anual por aluno do grupo, sendo o terceiro que menos investe por aluno no pré-primário (US$ 1,696) e no secundário (US$ 2,235) e o quarto colocado no primário (US$ 2,405).

PNE

Uma das 20 metas do documento original do PNE (Plano Nacional de Educação), elaborado no final de 2010, diz respeito à remuneração dos professores. Segundo o documento a 17ª meta das 20 propostas é “valorizar o magistério público da educação básica a fim de aproximar o rendimento médio do profissional do magistério com mais de onze anos de escolaridade do rendimento médio dos demais profissionais com escolaridade equivalente”.

Mais sobre relatório da OCDE

O PNE, que deveria estar em vigor no período de 2011 a 2020, ainda se encontra na Câmara dos Deputados. A disputa que mais tem causado o atraso de sua aprovação é o percentual de investimento em educação. Movimentos em defesa da educação apontam para 10% do PIB (Produto Interno Bruto).
No último capítulo dessa novela, a meta de investimento em educação subiu de 7,5% para 8% do PIB e criou a possibilidade de elevar esse percentual a 10%, caso metade dos recursos do pré-sal, a serem investidos na área, representem 2% do total.
Segundo um relatório elaborado pela Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo (Adusp), o salário dos professores abocanham um valor equivalente a 1,5% do PIB nos dias de hoje. “Com 2% do PIB seria possível alcançar a média dos outros trabalhadores”, avalia Rubens Barbosa de Camargo. Segundo ele, a valorização do magistério passa ainda por melhoria nas condições de trabalho, como infraestrutura de qualidade e diminuição do número de alunos por sala.

Jovem que participa de leilão já tem data para perder a virgindade

A jovem catarinense Catarina Migliorini, 20, já tem data marcada para ter sua primeira vez: dia 25 de outubro. Ela causou polêmica desde que aceitou leiloar sua virgindade como parte de um documentário que conta a história de dois jovens prestes a ter a primeira relação.
O nome da produção é "Virgins Wanted", do diretor australiano Justin Sisely. "É preciso ter muita coragem para expor uma experiência tão íntima e a Catarina chamou a atenção por ser decidida", disse Sisely.
"Ela está na Indonésia tranquila [gravando] e conta com o apoio de um psicólogo", completa o diretor. Quatro garotas desistiram da proposta antes da brasileira.
Catarina irá perder a virgindade durante um voo que vai da Austrália para os Estados Unidos -para que não haja problemas com legislação de país algum.
Arquivo Pessoal
A catarinense Catarina Migliorin, 20, está leiloando sua virgindade pela internet e diz que usará dinheiro para construir casas populares
O leilão, realizado pela internet, termina no próximo dia 15. Até o momento, o valor mais alto oferecido equivale a R$ 314 mil.
Pelas regras, o vencedor do leilão ficará ao menos uma hora com a garota e o ato não será filmado. Ele deverá usar camisinha, não poderá usar brinquedos sexuais nem levar outra pessoa. Beijar também não faz parte do contrato.
O homem só será identificado se desejar. "Mas nossa intenção é que ele mostre o rosto. De qualquer modo, vamos entrevistá-lo para saber como foi a experiência", conta o diretor.
Ele confessa que não entende por que alguns homens ainda têm o desejo de romper um hímen, mesmo tendo que pagar um alto preço por isso. Depois de consumado o ato, Catarina voltará para o Brasil, onde o documentário será finalizado.
Com parte do dinheiro ganho no leilão, ela pretende construir casas populares para famílias pobres em Santa Catarina, onde nasceu. Ela disse ainda que o leilão é apenas um negócio e que nunca deixou de ser romântica e acreditar no amor.
Assim como Catarina, o russo Alexander Stepanov, 21 anos, também está leiloando a virgindade. Mas, enquanto a brasileira terá sua primeira vez com um homem, o jovem o fará com quem der o maior lance, mulher ou homem. (Tatiana Cavalcanti)

Fausto Silva: 'Hebe estava sofrendo muito já havia três anos e isso não combinava com ela'

Fausto Silva (62) prestou neste domingo, 30, sua última homanagem à apresentadora Hebe Camargo (1929-2012). O apresentador reexibiu, no Domingão, trechos das duas participações da rainha da TV brasileira em seu programa na Globo.
"O furacão Hebe Camargo, que tinha sonho de trabalhar aqui, veio duas vezes, em 2010 e no ano passado", disse Faustão. Em 2010, Hebe recebeu das mãos de Antonio Fagundes (63), no palco do programa, o troféu Mario Lago. Um ano depois, entregou o prêmio a Regina Duarte (65).
"Ela foi uma das mulheres mais extraordinárias que conheci e com quem convivi por mais de 30 anos. Ela sempre tomou decisões, jamais ficou em cima do mundo. Encantou gerações. (...) Mesmo enfrentando o tratamento, sentindo dor, ela veio aqui", disse Faustão, ao lembrar que a visita de Hebe aconteceu quando a apresentadora já enfrentava o câncer.
Faustão também revelou detalhes sobre seus últimos momentos com Hebe. O apresentador contou que a amiga não estava bem em março deste ano, mas foi ao aniversário de Tom Cavalcante (50), onde se encontraram. "Estávamos entre amigos. Ela se emocionou e todo mundo percebeu que a coisa era grave", disse Faustão. "Depois disso, nos vimos mais umas três ou quatro vezes", contou.
O apresentador afirmou que Hebe Camargo passou os últimos três meses de vida se alimentando por meio de soro. O último encontro entre os dois aconteceu há cerca de quinze dias, quando Faustão a visitou no hospital Abert Einsten, em São Paulo. "Ela se arrumou toda e ficamos fazendo brincadeiras, tentando desanuviar. Ela estava sofrendo muito já havia três anos. Hebe não combinava com sofrimento", encerrou.

Com quedas nos juros, saiba como fazer do cartão de crédito um aliado

MARIA PAULA AUTRAN
TONI SCIARRETTA

DE SÃO PAULO
Os bancos reduziram os juros e estão mudando a forma de cobrança dos cartões, após forte pressão do governo e aumento da concorrência com os bancos públicos.
O consumidor atento poderá se beneficiar desse momento de transição com taxas e condições melhores para usar os cartões, além de se adiantar à possível redução no parcelamento sem juros das lojas.
Iniciada por Caixa e BB, a redução dos juros do crédito rotativo, que incidem quando o consumidor não paga a fatura integral no vencimento, chegou na semana passada ao Bradesco, que baixou as taxas de 14,9% para 6,9% ao mês para os cartões com bandeiras Visa, American Express, ELO e Mastercard.
Já o Itaú aposta em um sistema completamente diferente de cobrança, que lembra o americano, em que o cliente paga o rotativo desde o primeiro dia da compra, mas com os juros caindo de 12% ao mês para 5,99% -em apenas um tipo de cartão.
No convencional, as taxas dos clientes do Itaú desceram para 9,9% ao mês.
As duas iniciativas são as primeiras dos privados para o que promete ser uma mudança radical na forma como bancos, lojistas e consumidores trabalham com o cartão de crédito.
O Brasil é um dos países de maior penetração dos cartões de débito e crédito do mundo. Já tem 717,8 milhões de unidades, sendo 183,6 milhões na modalidade crédito.
No entanto, os cartões são um instrumento de crédito perigoso, que respondem por 28% da inadimplência do consumidor, quando não é bem utilizado.
No Brasil, uma em cada três pessoas que entra no rotativo do cartão acaba ficando inadimplente.
No entanto, só entre 10% a 12% dos donos de cartões entram no rotativo. Os demais pagam as contas em dia, sem cobrança de juros.
São esses clientes do rotativo, considerados de alto risco e que encaram juros de até 15% ao mês que, junto com as anuidades, bancam a comodidade e a facilidade dos demais.
Editoria de Arte/Folhapress
PARCELAMENTO
Além da comodidade do pagamento eletrônico, o dono do cartão pode adiar o desembolso de compras por até 40 dias (a chamada "melhor data do cartão") e parcelar por até 12 meses sem juros.
O parcelamento sem juros foi uma alternativa para os lojistas substituírem os antigos cheques pré-datados. Já a fatura com data de vencimento sem cobrança de juros, que praticamente só existe no Brasil, foi a forma de estimular o consumidor a trocar o antigo carnê de prestações das lojas de departamento pelo cartão de crédito.
Para reduzir os juros do rotativo, os bancos discutem limitar o parcelamento sem juros e até repassar parte do risco de inadimplência para o lojista. E os lojistas são pressionados a dar desconto para quem paga à vista e a cobrar juros de quem financia.
O governo quer as mudanças só em 2013, para não prejudicar o Natal.
Um dos poucos consensos é que os juros do crédito rotativo deixarão de ser proibitivos como são hoje e se tornarão mais acessíveis, rumando para 2% a 3% daqui a alguns meses. A mudança abrirá espaço para que mais pessoas usem eventualmente o rotativo, sem comprometer totalmente o bolso.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...