quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

'É como um dom, você desenvolve', diz Sandra de Sá sobre homossexualidade

A cantora Sandra de Sá falou sobre homossexualidade em entrevista ao programa De Frente com Gabi, no SBT. "Acho que não tem essa de escolha. É uma descoberta, é você se perceber. A homossexualidade é como a inteligência ou qualquer outro dom. Você desenvolve", acredita. "Se eu tive essa percepção, por que não vivê-la? Assumir é tirar um peso de você que não existe", falou. Em 2012 durante participação no Programa Roberto Justus + ela já tinha falado que não sentia a necessidade de 'anunciar em megafone' que é gay. "Eu vivo a minha vida normalmente. Eu namorei o pai do meu filho (Tom Saga), tive meu filho, não foi o primeiro cara que eu namorei, pode até nem ser o último, mas a minha sexualidade, a minha vida privada o nome já diz: é privada. Você fica quietinho ali, sossegadinho e sendo feliz". Em 2011 ela terminou um relacionamento de 12 anos com a produtora Adriana Milagres. Aos 59 anos e completando 35 de carreira, ela afirmou que sente muito bem com sua idade. "Sou um 5.9 da melhor qualidade, com tração nas quatro rodas", brincou. "Quero fazer coisas que não fiz ainda. Agora, nesse trabalho novo, gravei sem banda, só com um DJ", contou. A entrevista vai ao ar no domingo, 22, à meia-noite.
Veja mais declarações no programa:
·         Acabei sendo um cara que não sabe o problema de não ter o pai. Não tive essa dificuldade. (frase do filho, Jorge de Sá, convidado por Gabi a falar sobre a mãe em um breve momento da entrevista)
·         Tem público para tudo. Só acho que quem cuida desses MC’s poderia alimentar mais a mente e a alma desses meninos. Tem muito menino talentoso que se perde ficando só naquilo. (sobre o funk “ostentação”)
·         Me importei pouco com essa coisa de grana.
·         Sou meio indisciplinada para cuidar de mim e da garganta.
·         Sou um 5.9 da melhor qualidade, com tração nas quatro rodas.
·         Cazuza é o padrinho do meu filho. Ele foi meu divulgador na Som Livre, era muito parecido comigo.
·         Por mim eu só faria shows. Eu tenho essa coisa da liberdade. (sobre gravar em estúdio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...