domingo, 23 de abril de 2017

TV PELO ESPECTADOR: Morre o cantor Jerry Adriani

TV PELO ESPECTADOR: Morre o cantor Jerry Adriani: O cantor Jerry Adriani, de 70 anos, morreu neste domingo, no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade, onde estava inte...

Morre o cantor Jerry Adriani

O cantor Jerry Adriani, de 70 anos, morreu neste domingo, no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade, onde estava internado desde o fim de março. Ele estava em tratamento de um câncer.

Jerry Adriani deu entrada na unidade para com um quadro de trombose profunda. Após uma série de exames foi diagnosticado o câncer, patologia divulgada pela família, mas sem maiores detalhes do tipo e gravidade. A morte gerou uma séria de mensagens nas redes sociais de solidariedade postadas por amigos, familiares e fãs, se tornando um dos assuntos mais comentados no Brasil através do Twitter. Uma das amigas que escreveu sobre a morte de Jerry Adriani foi a cantora Luciene Franco. O velório e enterro do cantor está previsto para esta segunda-feira, no Cemitério do Caju, no período da tarde. "Senhor, dai-nos força e alento. Dai a todos que o amamos, conforto neste momento. Paz para sua alma Luz para a sua passagem . Nosso amor segue com ele. Deus esteja ao teu lado, Jerry Adriani Descanse em paz, na Sua Glória", escreveu a cantora, sucesso na década de 60. Jerry Adriani nasceu Jair Alves de Souza em 29 de janeiro de 1947, no bairro do Brás, em São Paulo, nome pelo qual ficou artisticamente conhecido. Ele iniciou sua carreira profissional em 1964, com o LP Italianíssimo, mesmo ano em que gravou Credi a Me. Um ano depois, ele estourou com Um Grande Amor, seu primeiro disco em português. Também em 1965 fez sua estreia na TV com o programa "Excelsior a Go Go", na Excelsior de São Paulo, em parceria com o comunicador Luiz Aguiar. O programa contava com grandes cantores da época, como Os Vips, Os Incríveis, Prini Lores e Cidinha Santos. Jerry também comandou entre 1967 e 68, na TV Tupi, A Grande Parada, junto com Neyde Aparecida, Zélia Hoffmann, Betty Faria e Marilia Pera. O programa era um musical ao vivo que apresentava os grandes nomes da MPB. A partir daí, se consagrou definitivamente como um dos cantores de maior popularidade em todo o país. O cantor e então galã também atuou no cinema, nos filmes "Essa Gatinha É Minha", ao lado de Peri Ribeiro e Anik Malvil e direção de Jece Valadão. Ganhou filmes próprios em filmes como Jerry, a Grande Parada e Jerry em Busca do Tesouro. Em 2008 gravou um de seus últimos trabalhos, o CD e DVD Acústico ao Vivo. Entre seus grandes sucessos estão as músicas Doce, Doce Amor, Querida, Tudo que É Bom Dura Pouco e Amor Querido. Jerry Adriani foi o responsável pela vinda de Raul Seixas para o Rio de Janeiro, após conhecê-lo em Salvador e se tornarem grandes amigos. Foi ele quem deu a primeira chance para "Raulzito e os Panteras", quando o cantor ainda era um desconhecido do grande público, sendo a banda de apoio de Adriani durante três anos. ”Tudo que é bom dura pouco”, “Tarde demais”, “Doce doce amor” foram algumas das músicas do Maluco Beleza gravadas pelo artista. Raul também foi produtor de Jerry Adriani entre 1969 e 1971, até iniciar sua carreira solo.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Internado em estado grave, Jerry Adriani é diagnosticado com câncer

O cantor Jerry Adriani, de 70 anos, iniciou tratamento contra um câncer no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Ele foi internado há quase uma semana na unidade e passou por uma bateria de exames. A família dele enviou uma nota pedindo “força” para o cantor. (Veja a nota na íntegra no fim da reportagem) No comunicado, os familiares informaram que a doença foi descoberta após uma série de exames. Jerry Adriani deu entrada no hospital com um quadro de trombose venosa profunda. Em sua conta em uma rede social, o músico publicou um vídeo e afirmou que está bem. Um boletim médico, divulgado nesta terça-feira (7), informou que o quadro de saúde do artista é estável. O cantor tinha shows marcados em Salvador, mas foi substituído por Wanderlei Cardoso. De acordo com a assessoria do artista, ele está bem mas foi orientado a não fazer esforço.

Leia a nota na íntegra
“Jerry Adriani, 70 anos, e família vêm informar aos fãs, familiares amigos e imprensa, que encontra-se em tratamento contra a doença câncer descoberta após uma série de exames, ao longo das últimas semanas após ter dado entrada no hospital em março com um quadro de trombose venosa profunda. Jerry está começando tratamento para controle desta patologia. Pedimos a todos que independentemente de seus credos solicitem força e pronto restabelecimento ao querido amigo e cantor”.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

ITAÚ/UNIBANCO-Gerente gay é demitido de banco após postar vídeo com noivo no Facebook

Um gerente de uma agência do Itaú Unibanco da cidade de São Paulo foi demitido poucos dias após postar no Facebook um vídeo no qual é pedido em casamento pelo noivo. A denúncia de homofobia foi levada ao Sindicato dos Bancários do Estado de São Paulo, que entrou com denúncia contra o banco. O funcionário batia todas as metas e ganhou, em um ano e meio de trabalho, dez prêmios por desempenho. Ele afirma que sua gestora justificou o desligamento por motivo de ‘postura’. “A demissão foi chocante. Ganhei prêmios em praticamente todos os meses em que trabalhei após o período de treinamento. Foi muito decepcionante porque eu gostava da empresa e batia todas as minhas metas”, declarou ao E+ o ex-funcionário, que pediu para não ter a identidade revelada por receio de ter dificuldades em conseguir um novo emprego na área. O ex-gerente é formado em administração, tem pós-graduação em gestão e trabalhava no Núcleo de Relacionamentos de Gerentes do Itaú Unibanco. Ele afirma que há meses recebia intimações de sua gestora para “melhorar a postura” – entre as orientações, usar ternos, calças e camisas “menos justos”. 

‘Puxão de orelha’ 
O funcionário alega que levou pelo menos dois “puxões de orelha” por conta de sua postura no recebimento de dois grandes prêmios por bom desempenho. No primeiro, ele teria sido recomendado, de forma sutil, a controlar os trejeitos. “Dentre mais de 300 gerentes, ganhei dois troféus no mesmo dia. Quando anunciaram meu nome, eu subi ao pódio do meu jeito extrovertido, como sou. Depois, o superintendente falou para minha gestora que eu deveria me soltar menos, ter menos entusiasmo e mais postura para pegar o prêmio”, afirmou. A orientação seria refeita outra vez, em outro prêmio de destaque recebido meses depois. O bancário explica que, à época, não levou o caso para o sindicato por medo de perder o emprego. Contudo, diz que passou a conviver com comentários da chefia acerca de suas roupas. “O preconceito, hoje, é mais silencioso, não é escrachado. De forma bem discreta, eles diziam: ‘seja mais homem. A ‘postura’ que eles falavam era sobre eu ser gay. Minha gestora falava muito sobre a ‘imagem do banco'”, afirmou.

Demissão 
O desligamento ocorreu no dia 10 de março, pouco dias após o funcionário retornar de uma viagem de férias em Florianópolis. No litoral, ele foi pedido em casamento pelo namorado – e o vídeo do pedido foi compartilhado com os amigos no Facebook. Ao voltar à agência, a surpresa: uma semana depois o bancário foi demitido. “Qual é a coerência disso? O banco espera resultados, e eu alcançava meus objetivos, então a que se deve minha demissão?”, questiona. O ex-gerente hoje move uma ação trabalhista contra o Itaú Unibanco por danos morais e discriminação. “É muito desagradável. Estudei, fiz faculdade e me esforcei no emprego. Eu não queria estar em casa de manhã dando entrevista, queria estar trabalhando para sustentar minha família”, observa. Em nota, o Sindicato dos Bancários do Estado de São Paulo afirma que tem um histórico de combater qualquer tipo de discriminação e que esse é um tema que infelizmente gera casos, mas que “eles são devidamente tratados para que não se repitam”. A nota segue: “Esperamos que essa denúncia seja um exemplo do que não deve ser feito porque a sociedade não vai mais admitir um comportamento preconceituoso”.
Itaú 
Após ser contatado pelo E+, o Itaú Unibanco enviou uma nota na qual declara que a demissão do gerente não foi por discriminação e que repudia situações de homofobia, dentro ou fora da instituição. O banco afirma que não foi procurado pelo jornal do Sindicato, onde a denúncia foi divulgada, mas que enviou “comunicado esclarecendo os reais motivos do desligamento, que nada têm a ver com a situação citada”. A nota diz que a instituição entende a pluralidade como algo fundamental, visto que os clientes são diversos, portanto os colaboradores também precisam ser. “Possuímos o Ombudsman, um canal voltado aos colaboradores que tem como função escutar, registrar e avaliar questões relacionadas ao ambiente de trabalho, com total sigilo entre os envolvidos”, diz o texto. O E+ procurou novamente o banco para saber qual seria o real motivo da demissão, mas a assessoria de imprensa respondeu que não poderia esclarecer a questão “por motivos de confidencialidade”.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

TV PELO ESPECTADOR: Jurassic World 2-Produtor diz que T-Rex estará de ...

TV PELO ESPECTADOR: Jurassic World 2-Produtor diz que T-Rex estará de ...: O coroteirista e produtor de Jurassic World 2, Colin Trevorrow, declarou que a famosa Tiranossauro Rex que aparece em Jurassic Park e no p...

Jurassic World 2-Produtor diz que T-Rex estará de volta

O coroteirista e produtor de Jurassic World 2, Colin Trevorrow, declarou que a famosa Tiranossauro Rex que aparece em Jurassic Park e no primeiro Jurassic World estará de volta. Com direção de J.A. Bayona, Jurassic World 2 tem lançamento programado para 22 de junho de 2018. Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Toby Jones, Justice Smith, Rafe Spall, Daniella Pineda e Ted Levine formam o elenco principal.

]

terça-feira, 4 de abril de 2017

TV PELO ESPECTADOR: O sumiço misterioso de um rapaz no Acre é a histór...

TV PELO ESPECTADOR: O sumiço misterioso de um rapaz no Acre é a histór...: Se você é uma daquelas pessoas fãs de histórias misteriosas e cheias de ocultismo, talvez fique obcecado pelo caso do sumiço de um rapaz d...

O sumiço misterioso de um rapaz no Acre é a história mais intrigante do dia

Se você é uma daquelas pessoas fãs de histórias misteriosas e cheias de ocultismo, talvez fique obcecado pelo caso do sumiço de um rapaz de 22 anos em Rio Branco, no Acre. O que parecia ser apenas um caso de polícia, tem se tornado algo imensamente intrigante. Bruno Borges sumiu depois de um almoço em família, na semana passada. Preocupados, os parentes foram atrás da polícia local, que investiga o caso. A gente se solidariza com a dor da família e torce pra que tudo seja resolvido o quanto antes. O que torna essa ocorrência algo maior do que um triste desaparecimento é o fato de Bruno, antes de partir, ter deixado seu quarto assim:

Segundo seus pais declararam ao G1, Bruno é um jovem com inteligência acima da média,que leu mais de 500 livros e tem um gosto bastante peculiar por Giordano Bruno, filósofo e teólogo queimado na fogueira em 1600 ao se recusar a abrir mão de suas teorias. Entre outras coisas, Giordano defendia a infinitude do universo e sua característica de transformação constante. Para ele, Deus também é infinito – imanente e transcendente – e sem contradições, uma vez que os opostos terminam por coincidir nesse infinito Mas não é qualquer preferência filosófica, não. Bruno é tão fanático por Giordano que colocou uma estátua do filósofo em seu quarto, com um valor ainda discutido entre R$ 7 mil e R$ 20 mil.

No cômodo, aliás, não foram encontrados móveis, apenas a imagem, alguns quadros com extraterrestres e 14 livros escritos e criptografados por ele. Nas paredes, cópias de algumas páginas dos livros foram reproduzidas de forma absolutamente assimétrica e cuidadosa. Além disso, foram encontrados dezenas de símbolos que vão desde a árvore da vida, Reiki, ocultismo, símbolos de proteção e alquimia.

A irmã mais velha, Gabriela Borges, comentou o caso ao G1. Ela esteve presente com Bruno em sua casa enquanto seus pais viajavam. Eles ficaram 20 dias fora e teria sido neste período que o estudante encontrou tempo para desenvolver o cenário encontrado pelos policiais. “Ele falava que era o projeto dele, eu questionava ele porque eu, como irmã, não poderia saber o que era o projeto e ele me disse que iria me contar o que era em duas semanas. As pessoas falam porque que você não foi lá e abriu aquela porta? As pessoas têm que entender que não se tratava de uma criança, ele é um adulto e tem a privacidade dele, me incomodava, mas eu não podia arrombar a porta”, disse ela. Ela contou que Bruno chegou a deixar uma chave que relaciona letras aos símbolos e, com base nisso, os irmãos conseguiram traduzir algumas coisas. “O título de um dos livros é A teoria da absorção do conhecimento“, contou.


Segundo sua mãe, desde 2013 Bruno tem desenvolvido esse “projeto”, tendo até pedido auxílio financeiro da mãe, que negou após ele recusar dar detalhes sobre no que estava trabalhando. “Ele dizia que era secreto e não dei o dinheiro. Então, ele começou a procurar pessoas que acreditassem nele sem contar o que era o projeto. Ele só me falava que estava escrevendo 14 livros que iriam mudar a humanidade de uma forma boa. Ele me pediu um ano sem trabalhar para terminar e eu, orientada por um médico, deixei”, afirmou. O dinheiro para a compra da estátua foi doado por um primo, que é médico. Nas redes sociais, as pessoas notaram que a semelhança entre Bruno Borges e Giordano Bruno vai além do nome.

Ainda na web, as teorias são muitas e vão desde a acreditar que ele foi abduzido, até duvidar da veracidade do caso. Tem espaço pra tudo, inclusive para investigação independente. Mas é bom sempre respeitar a dor dos familiares.

quarta-feira, 8 de março de 2017

EX-THE VOICE BRASIL, SAM ALVES ASSUME HOMOSSEXUALIDADE

O cantor Sam Alves, vencedor da segunda edição do The Voice Brasil, falou publicamente pela primeira vez sobre ser homossexual. A declaração aconteceu no Twitter, na madrugada de terça-feira (7), quando ele foi questionado por um seguidor sobre sua orientação sexual. "Oi, Sam! Você é hétero?! Beijos! Aqui em Paris amamos seu trabalho", disse o fã. Sem pestanejar, ele respondeu "Não, e hoje posso responder isso. Beijos Rafs e beijos Paris".

sábado, 4 de março de 2017

"Melhor que a animação." Críticos elogiam novo "A Bela e a Fera"

O remake de "A Bela e a Fera" com atores de carne e osso, que estreia no dia 16 de março no Brasil, já foi visto pela imprensa americana. E os críticos, em sua maioria, não pouparam elogios à história, que vem sendo descrita como "mágica" e com atuações convincentes, principalmente a da protagonista Emma Watson.

Até a publicação deste texto, o longa dirigido por Bill Condon e coestrelado por Dan Stevens recebia a aprovação de 78% no site Rotten Tomatoes, que compila a opinião dos principais veículos de comunicação, com 31 resenhas positivas e oito negativas. "O novo 'A Bela e a Fera' melhora a animação clássica. Abraçando sua natureza de musical e adicionando profundidade em uma narrativa familiar, esse live-action é uma verdadeira beleza", escreveu Brian Truitt do "USA Today". "Pronto para proclamá-lo o musical à moda antiga do ano? Fique à vontade", definiu o crítico Stephen Whitty, do "New York Daily News". “Emma Watson é uma real protagonista aqui, e fisicamente não poderia ter sido uma escolha melhor para o papel", entende Emily Yoshida, da revista "Vulture". Já o "TheWrap", com Dan Callahan, lembra dos atores que deram apenas vozes à história, como Ewan McGregor, que interpreta o candelabro de sotaque francês Lumière. "Ele é a melhor coisa do filme, que é visualmente impressionante e espetacular, e até sugere que McGregor teria sido um Gaston mais apto.

"O "The Hollywood Reporter" elogia principalmente a beleza e grandiosidade do filme, embora teça suas ressalvas, como o aparente uso de auto-tune (software que afina a voz) em partes cantadas. "É belo de fato, mas nem tanto em termos de figurino dos personagens", completa Leslie Felperin.Já Owen Gleiberman, da revista "Variety", vai mais a fundo nas críticas. "Uma animação, no seu melhor, já é uma gloriosa imitação da vida. Não está claro por que o público precisa de uma imitação de uma imitação."

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

CAMPINAS-Câmera flagra mãe e filho agredindo vice-diretora em escola de SP

A câmera de segurança de uma escola estadual de Campinas (SP) registrou quando uma mulher e seu filho adolescente agrediram a vice-diretora da unidade com socos, chutes e empurrões. O vídeo foi parar nas redes sociais e a polícia investiga o caso.

O nome da escola não foi divulgado. Nas imagens é possível ver a mulher e o filho conversando com a vice-diretora em frente a secretaria da escola. A mulher segura uma criança de colo e, pouco tempo depois, passa o bebê para o rapaz e segue discutindo com a funcionária. As mulheres conversam com mais alguém que está dentro da sala e que não aparece no vídeo. É nesse momento que começam as agressões. A mulher desfere vários tapas e empurra a vice-diretora contra a parede, que reage. O adolescente deixa a criança no banco e também parte para a agressão, e a funcionária é alvo de mais chutes e empurrões. Algumas pessoas tentam separar, mas o jovem acerta um soco no rosto da vice-diretora, que cai. Só após cair com o soco a funcionária foi socorrida, e a mulher e o adolescente levados para longe da secretaria. Procurada, a Diretoria Regional de Ensino de Campinas lamentou a conduta da mãe e do adolescente. Não foi trabalhar O órgão disse que a escola mantém medidas educacionais para que casos assim sejam evitados. A Diretoria de Ensino informou que acompanha o caso de perto e que estuda o que pode ser feito em relação ao menino. A vice-diretora passou por exame no Instituto Médico Legal (IML) e não foi trabalhar nesta quarta-feira (15).

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Fox e Sky chegam a acordo e canais voltam à operadora

A difícil negociação entre os grupos Fox e Sky chegou ao fim na noite desta sexta-feira (10). Como resultado, os canais do grupo voltarão a ser exibidos para os assinantes da operadora. O principal impasse era a remuneração por assinante que a Fox recebia. Os valores acertados não foram revelados. As duas empresas trocaram “gentilezas” públicas durante a negociação. “A Sky paga ao mês por todos os canais Fox equivale a menos do que custa uma xícara de café”, disse a Fox. “Em respeito aos nossos clientes não aceitamos a proposta de aumento de 60% de aumento no preço exigido pela Fox”, respondeu a Sky. No último domingo (05), às 18h, a Fox “desligou” todos os seus canais como forma de pressionar a Sky e convocou os assinantes a reclamar junto à operadora. simpsonshommerfeliz2Com 5,2 milhões de assinantes, a Sky é a segunda maior operadora de TV por assinatura no Brasil, atrás apenas da Net. A Fox tem quase uma dezena de canais e, entre os seus maiores trunfos nas negociações estão os direitos da Taça Libertadores e séries como “Walking Dead” (imagem no alto), a de maior audiência no universo da TV paga, “Simpsons” e “Homeland”. A sétima temporada de “Walking Dead”, aliás, volta a ser exibida a partir deste domingo (12). Abaixo, a nota divulgada na madrugada deste sábado (11) pela Fox:
“FOX Networks Group Latin America agradece a lealdade e a paixão de seus fãs por seus conteúdos e informa que chegou a um acordo com a Sky Brasil que permite restabelecer a transmissão dos sinais dos nossos canais conforme o plano contratado. Desta forma, os assinantes retornam a desfrutar de seus programas favoritos e consagrados como “The Walking Dead”, “Os Simpsons”, “Homeland”, “Modern Family”, “Mozart in the Jungle”, “A História de Deus”, “American Crime Story”, “Scream Queens”, “Bones”, “The Americans”, os filmes mais premiados, o conteúdo esportivo preferido como a Copa Conmebol Libertadores Bridgestone e as novas séries como “Legion”, “24: Legacy”, “Genius” e “Origins”, entre muitas outras. FOX Networks Group Latin America agradece a confiança da Sky Brasil que proporcionou chegar a um acordo que beneficie os nossos fãs.”

Neste domingo-Grammy terá batalha de divas, retorno do Daft Punk e, talvez, política

As divas Adele e Beyoncé se enfrentam neste domingo nas três principais categorias do Grammy, os prêmios mais importantes da música, que podem servir de vitrine para a entrada das estrelas no tenso debate político americano. Beyoncé, que lidera os Grammys com nove indicações, aparecerá em público pela primeira vez desde que revelou que está grávida de gêmeos do marido Jay Z, um anúncio que teve enorme repercussão na internet. A cantora, de 35 anos, que ganhou fama com um pop temperado com R&B, foi mais ousada e provocativa em "Lemonade", que lançou entrelaçado com um filme. Na sua maior aproximação com o hip hop, mas flertando também com o rock e a música country, o álbum é uma exploração poética da experiência da mulher afro-americana, em que aborda temas duros como a infidelidade e a brutalidade policial. Beyoncé ganhou 20 Grammys ao longo de sua carreira, mas, para a decepção de seus fãs, perdeu consistentemente nas categorias principais de álbum do Ano e Gravação do Ano.

Em seu caminho para o gramofone dourado está Adele, que vai batalhar nas principais categorias com seu sucesso de vendas "25", que traz baladas cheias de mágoa e nostalgia, como a faixa "Hello". "25" foi o disco mais vendido do mundo desde o último trabalho da cantora britânica, "21", que ganhou o prêmio de álbum do ano em 2012. Beyoncé e Adele competem pelo prêmio principal com o rapper de canadense Drake, que quebrou recordes em plataformas de streaming com suas melodias dançantes. Os outros grandes concorrentes nessa categoria são "Purpose", de Justin Bieber, em que o cantor reavivou seu som com a ajuda de produtores de música eletrônica, e "A Sailor's Guide to Earth", de Sturgill Simpson, que deu uma pincelada intelectual à música country com letras inspiradas na filosofia budista. Muitos artistas convocados para o Grammy estão unidos não só pelo amor pela música, mas também pela rejeição ao presidente americano, Donald Trump. Beyoncé, Adele e Drake criticaram o discurso anti-imigrantes do magnata republicano. O espetáculo de domingo contará com a participação cantoras que fizeram campanha para a candidata derrotada Hillary Clinton, como Katy Perry e Lady Gaga.

Desde a chegada de Trump ao poder, os artistas se dedicaram a criticá-lo. E o presidente, que é um consumidor ávido de televisão, não vacilou em contra-atacar pelo Twitter. Espera-se que Perry estreie sua nova canção "Chained to the Rhythm", após o frenesi que criou com a "caça ao tesouro" que lançou no Twitter, dando pistas para os fãs chegarem a globos espelhados colocados em várias cidades do mundo, aos quais podiam conectar seus fones e escutar a nova canção. Lady Gaga fará uma única e incomum participação na cerimônia, junto com a lendária banda de metal Metallica, uma semana depois de se apresentar no popular Super Bowl para uma audiência de 117 milhões de telespectadores, onde ofereceu uma mensagem de aceitação social. A cerimônia marcará o regresso aos palcos do Daft Punk.

A dupla de música eletrônica francesa que sempre aparece com seus trajes de robô e que não toca em público desde os Grammys de 2014. A premiação também contará com homenagens a dois ícones pop falecidos, Prince e George Michael. Os latinos Jesse & Joy, Illya Kuryaki & The Valderramas, Fonseca, Carla Morrison e a Sonora Santanera buscarão o Grammy nas categorias latinas. O duo dos irmãos Huerta aspirará ao gramofone de melhor álbum pop latino com "Un Besito Más", com o que ganharam um Grammy Latino em novembro. "L.H.O.N." de Illya Kuryaki & The Valderramas, que ganhou na edição latina como Melhor Álbum de Música Alternativa, buscará repetir a vitória na categoria de melhor álbum de rock, urbano ou alternativo latino, na qual compete também a mexicana Carla Morrison. Em novembro, Morrison ganhou o prêmio de melhor canção, e mandou um recado para Trump: "Não deixemos que um canalha laranja tire a nossa liberdade mental, espiritual e emocional!".

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

SAG Awards 2017-Veja os vencedores

Em cerimônia realizada em Los Angeles na noite deste domingo, o O Sindicato de Atores de Hollywood anunciou os vencedores do Screen Actors Guild Awards 2017.

Nas premiações de cinema, Emma Stone conquistou o prêmio de melhor atriz por La La Land, enquanto Estrelas Além do Tempo, que conta a história de matemáticas negras na NASA que foram as mentes por trás de uma das maiores operações dos EUA - o lançamento do astronauta John Glenn em órbita e seu retorno em segurança, levou o prêmio de melhor elenco. Octavia Spencer, Janelle Monáe, Taraji P.Henson, Kirsten Dunst, Kevin Costner e Jim Parsons formam o elenco do filme. Denzel Washington e Viola Davis receberam os prêmios de melhor ator e melhor atriz coadjuvante por suas atuações em Um Limite entre Nós. Nas premiações de TV, o destaque ficou com The Crown, que levou dois prêmios principais. Claire Foy, que viveu a Rainha Elizabeth II na produção do Netflix, conquistou o prêmio de melhor atriz de uma série dramática. Já John Lithgow foi eleito o melhor ator de uma série dramática por sua atuação como Winston Churchill. Stranger Things, que já havia surpreendido no PGA Awards realizado no último sábado, voltou a conquistar um prêmio e foi escolhida como o melhor elenco de série dramática.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Receptores piratas sofrem apagão HD há quase 1 mês

O ramo de tv pirata no Brasil sofre com um novo apagão,comum todo início de ano,desta vez atingindo a retransmissão de canais em alta definição.As marcas responsáveis pelos aparelhos receptores afirmam que a retransmissão deverá estar normalizada até o próximo mes.

Será esse o apagão eterno dos canais HD nos receptores piratas?

Nos últimos dias se deu início por parte das operadoras de TV por Assinatura um processo para impedir que os usuários de receptores piratas consigam assistir normalmente os canais, principalmente os em HD. Ou seja, os usuários desses aparelhos estão sofrendo um “apagão” dos canais HD como eles chamam. Sendo assim, muitos estão se perguntando se dessa vez realmente será definitivo, significando o fim dos canais em alta definição para os piratas para sempre. É uma questão que está na cabeça de milhões de usuários que utilizam essas técnicas mas que não possui uma resposta simples.
A batalha travada entre as operadoras e demais companhias do ramo contra os piratas já é muito antiga. Muita gente já ficou rica com essa história toda. O pessoal por trás de receptores como a AzBox e AzAmerica ganham muito dinheiro exportando os aparelhos para o mundo todo. Vale lembrar que elas são companhias legítimas e fabricando esses receptores legalmente em seus países de origem. No Brasil, ter ou comercializar esses aparelhos não era um problema. Mesmo eles nunca tendo sido homologados pela Anatel, foi só em 2011 que a Justiça Federal proibiu a comercialização do mesmo

Criptografia
Apesar desses aparelhos serem fabricados legalmente, todos sabemos que eles são principalmente usados para o uso ilegal dos sinais das TVs por assinatura. É estimado que a indústria de TV por Assinatura já perdeu bilhões graças a isso, enquanto outros ganham muito dinheiro. Sendo assim, fica óbvio que uma está sempre lutando contra a outra. As operadoras aplicam novas tecnologias de segurança e os piratas tentam quebrar para poderem disponibilizar o acesso aos canais para quem compra esses receptores.
Uma das técnicas de segurança usada pelas operadoras para tentar impedir os piratas é o chamado Nagravision 3. Porém, é uma tecnologia já defasada, sendo que os hackers (ou “TEAMS” como os piratas chamam) já quebraram há muito tempo essa codificação. Porém, não foi imediato, sendo que o mesmo ocorreu entre o Nagravision 1 para o 2 e do 2 para o 3. É por isso que muitos acreditam que independente da forma que as operadoras tentem codificar o sinal, os hackers sempre conseguirão quebrar a segurança. É o que vemos acontecer em outras indústria como a de jogos e smartphones. Pelo visto, o que foi feito por enquanto é uma medida meramente providencial que impossibilita a distribuição das “keys” necessárias para a liberação dos canais nos receptores. Várias operadoras estão tomando essas medidas, trocando os chamados “PIDS” dos canais HD para um padrão que os receptores atuais não conseguem abrir.

Desfalque pesado-Com impasse nas negociações, Fox anuncia saída de seus canais da Sky

Depois de meses de negociação, o grupo Fox está anunciando que os seus canais não vão mais integrar os pacotes da Sky Brasil, a segunda maior operadora de TV paga no país, com mais de 5,2 milhões de assinantes. A renovação do contrato travou por conta de questões ligadas à remuneração e, também, pela dificuldade de incluir o pacote premium da Fox (dois novos canais, Fox 1 e Fox Action) na Sky. O grupo Fox mantem uma dezena de canais no Brasil. Entre os seus maiores “ativos”, hoje em dia, estão os direitos da Libertadores e a série “Walking Dead” (imagem no alto), a de maior audiência no universo da TV por assinatura no país. . O contrato se encerra no próximo dia 31. O anúncio da Fox, neste sentido, ainda deixa uma porta aberta para a Sky.

Abaixo, o comunicado da empresa:
“FOX Networks Group Latin America informa os seus fãs que depois de vários meses de negociações com SKY Brasil, infelizmente, ainda não chegou a um acordo para a renovação da distribuição dos seus canais e serviços. Por não alcançar as condições necessárias, a transmissão do seu conteúdo será interrompida no final de janeiro; no entanto, o FOX Networks Group Latin America continuará fazendo todos os esforços para chegar a um acordo. Além disso, os fãs ainda podem desfrutar de todos os nossos canais e serviços disponíveis, em outras operadoras de TV por assinatura”.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Oscar 2017: 'La la land' tem 14 indicações e iguala recorde; veja lista

Com 14 indicações em 13 categorias, o filme "La la land: Cantando estações" igualou o recorde do Oscar. A marca é a mesma de "Titanic" (1997) e "A malvada" (1950). A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou os indicados na manhã desta terça-feira (24).

A 89ª edição da cerimônia acontecerá em 26 de fevereiro, em Los Angeles. O apresentador será o comediante e apresentador de talk-show Jimmmy Kimmel, que foi escolhido após comandar o Emmy em 2012 e em 2016. Um dos destaques do anúncio desta terça foi Meryl Streep, que quebrou seu próprio recorde de categorias de atuação. Esta é a 20ª vez em que ela concorre. Agora, Meryl vai buscar a estatueta de melhor atriz por seu papel na comédia musical “Florence: Quem é Essa Mulher?". Meryl já levou o Oscar três vezes. Os nomes dos concorrentes foram lidos pelas atrizes Jennifer Hudson e Brie Larson, pelo diretor Jason Reitman, pelo diretor de fotografia mexicano Emmanuel Lubezki, pelo ator japonês Ken Watanabe e pela presidente da Academia, Cheryl Boone Isaacs. "La la land" apresenta a história da aspirante a atriz Mia (Emma Stone) e do músico de jazz Sebastian (Ryan Gosling), que lutam por oportunidades em Los Angeles. O segundo principal indicado ao Oscar 2017 é "Moonlight: Sob a luz do luar", que concorre em oito categorias. Nesta edição, não há nenhum representante do Brasil entre os concorrentes.
O curta de animação "Trabalho interno", dirigido pelo brasileiro Leonardo Matsuda, ficou de fora da lista. E Sônia Braga, que era apontada como possível candidata a uma vaga como melhor atriz por "Aquarius", também não entrou entre as finalistas.
Melhor filme

"A chegada"
"Até o último homem"
"Estrelas além do tempo"
“Lion: Uma jornada para casa”
"Moonlight: Sob a luz do luar"
"Cercas" "A qualquer custo"
"La la land: Cantando estações"
"Manchester à beira-mar"
Melhor Diretor

Dennis Villeneuve ("A chegada")
Mel Gibson ("Até o último homem")
Damien Chazelle ("La la land: Cantando estações")
Kenneth Lonergan ("Manchester à beira-mar")
Barry Jenkins ("Moonlight: Sob a luz do luar")
Melhor ator

Casey Affleck (“Manchester a beira mar”)
Denzel Washington (“Cercas”)
Ryan Gosling (“La La Land – Cantando estações”)
Andrew Garfield (“Até o Último Homem”)
Viggo Mortensen (“Capitão Fantástico")
Melhor atriz 

Natalie Portman ("Jackie")
Emma Stone ("La La Land - Cantando estações")
Meryl Streep ("Florence: Quem é essa mulher?")
Ruth Negga (“Loving“)
Isabelle Huppert ("Elle")
Melhor ator coadjuvante 

Mahershala Ali ("Moonlight: Sob a luz do luar")
Jeff Bridges ("A qualquer custo")
Lucas Hedges ("Manchester à beira-mar")
Dev Patel (“Lion: Uma jornada para casa”)
Michael Shannon ("Animais noturnos")
Melhor atriz coadjuvante 

Viola Davis ("Cercas")
Naomi Harris ("Moonlight: Sob a luz do luar")
Nicole Kidman (“Lion: Uma jornada para casa”)
Octavia Spencer ("Estrelas além do tempo")
Michelle Williams ("Manchester à beira-mar")
Melhor roteiro original 
Damien Chazelle ("La la land: Cantando estações")
Kenneth Lonergan ("Manchester à beira-mar")
Taylor Sheridan ("A qualquer custo")
Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou ("O lagosta")
Mike Mills ("20th century woman")
Melhor roteiro adaptado 
Barry Jenkins ("Moonlight: Sob a luz do luar")
Luke Davies ("Lion: Uma jornada para casa")
August Wilson ("Cercas")
Allison Schroeder e Theodore Melfi ("Estrelas além do tempo")
Eric Heisserer ("A chegada")
Melhor fotografia

Bradford Young ("A chegada")
Linus Sandgren ("La la land: Cantando estações")
James Laxton ("Moonlight: Sob a luz do luar")
Rodrigo Prieto ("Silêncio")
Greig Fraser ("Lion: Uma jornada para casa")
Melhor animação

"Kubo e as cordas mágicas"
"Moana: Um mar de aventuras"
"Minha vida de abobrinha"
"A tartaruga vermelha"
"Zootopia"
 Melhor filme em língua estrangeira 
"Terra de minas" – Dinamarca
"Um homem chamado Ove" – Suécia
"O apartamento" – Irã
"Tanna" – Austrália
"Toni Erdmann" – Alemanha
Melhor documentário 
"Fire at sea"
"Eu não sou seu negro"
"Life, animated"
"O.J. Made in America"
"13th"
 Melhor edição 
Joe Walker ("A chegada")
John Gilbert ("Até o último homem")
Jake Roberts ("A qualquer custo")
Tom Cross ("La la land: Cantando estações")
Nate Sanders e Joi McMillan ("Moonlight: Sob a luz do luar")
Melhor design de produção 
"A chegada"
"Animais fantásticos e onde habitam"
"Ave, Cesar!"
"La la land: Cantando estações"
"Passageiros"
 Melhor cabelo a maquiagem 
"A man called Ove"
"Star Trek: Sem fronteiras"
"Esquadrão suicida"
Melhor figurino
"Allied"
"Animais fantásticos e onde habitam"
"Florence: Quem é essa mulher?"
"Jackie"
"La la land: Cantando estações"
Melhores efeitos visuais 
"Deepwater horizon"
"Doutor Estranho"
"Mogli: O menino lobo"
"Kubo e as cordas mágicas"
"Rogue One: Uma história Star Wars"
Melhor canção original
"Audition (The fools who dream)" ("La la land: Cantando estações")
"Can't stop the feeling" (Trolls")
"City of stars" (La la land: Cantando estações")
"The empty chair" (Jim: The James Foley Story")
"How far I'll go" ("Moana")
 Melhor trilha sonora
Micha Levi ("Jackie")
Justin Hurwitz ("La la land: Cantando estações")
Nicholas Britell ("Moonlight: Sob a luz do luar")
Thomas Newman ("Passageiros")
Melhor edição de som 
Sylvain Bellemare ("A chegada")
Renée Tondelli ("Deepwater horizon")
Robert Mackenzie e Andy Wright ("Até o último homem")
Ai-Ling Lee and Mildred Iatrou Morgan ("La la land: Cantando estações")
Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sully: O herói do rio Hudson")
Melhor mixagem de som 
Bernard Gariépy Strobl and Claude La Haye ("A chegada")
Kevin O'Connell, Andy Wright, Robert Mackenzie e Peter Grace ("Até o último homem")
Andy Nelson, Ai-Ling Lee and Steve A. Morrow ("La la land: Cantando estações")
David Parker, Christopher Scarabosio e Stuart Wilson ("Rogue One: Uma história Star Wars")
Greg P. Russell, Gary Summers, Jeffrey J. Haboush e Mac Ruth ("13 Hours: The secret soldiers of Benghazi")
Melhor curta-metragem 
"Ennemis Intérieurs"
"La femme et le TGV"
"Silent night"
"Sing"
"Timecode"
Melhor curta-metragem de animação 
"Blind Vaysha"
"Borrowed time"
"Pear Cider and Cigarettes"
"Pearl"
"Piper"
Melhor documentário em curta-metragem
"Extremis"
"41 miles"
"Joe's violin"
"Watani: My homeland"
"The white helmets"

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Raw, filme sobre canibalismo que fez pessoas desmaiarem, ganha trailer para maiores

Raw, filme sobre canibalismo que fez pessoas desmaiarem no Festival de Toronto - saiba mais, ganhou um novo trailer, com versão para maiores:



Dirigido pela francesa Julia Ducournau, a produção mostra uma estudante universitária vegetariana que desenvolve gosto por carne humana. O filme foi exibido também nos festivais de Cannes, Rio e Sundance, e chega aos cinemas americanos em março.

Após ser premiado pela FIPRESCI (Federação Internacional de Críticos de Cinema) em 2016 no Festival de Cannes, o filme sobre canibalismo Grave chegou causando no Festival de Toronto. Em uma sessão do longa à meia noite dessa terça-feira, 13, uma série de espectadores passaram mal durante a exibição. Pessoas desmaiaram devido ao impacto da produção franco-belga e os médicos foram acionados. "Uma ambulância teve que ser chamada ao local assim que o filme se tornou demais para alguns clientes", disse Ryan Werner, responsável pela comercialização do filme no Festival de Toronto. Segundo o The Hollywood Reporter, Werner afirmou que apenas viu este tipo reações físicas a um filme com Anticristo, de Lars von Trier. Dirigido por Julia Ducournau, Raw (título original) é um longa de terror como todos já perceberam sobre uma jovem vegetariana que aos poucos vai se tornando canibal. A personagem é interpretada por Garance Marillier, que está fazendo a sua estreia nas telonas.

ETERNO LUTO E SAUDADE!35 anos sem Elis Regina

No dia 19 de janeiro de 1982, o Brasil perdia a eterna Pimentinha, apelido que Vinicius de Moraes deu para Elis Regina. Em 2017 faz, portanto 35 anos da morte dessa grande cantora que influenciou uma geração, mas que por mais que já tenha falecido há tanto tempo, suas músicas continuam sendo escutadas pelas novas gerações.

Elis Regina Carvalho Costa, seu nome de batismo, é considerada, até hoje e talvez sempre será reconhecida por críticos, como a melhor cantora popular do Brasil a partir dos anos 1960 ao início dos anos 1980; para muitos, a melhor cantora brasileira de todos os tempos, comparada a cantoras como Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan e Billie Holiday. Com os sucessos de Falso Brilhante (1975-1977). e Transversal do Tempo (1978), Elis Regina inovou os espetáculos musicais no país. Elis faleceu jovem, com apenas 36 anos, devido a overdose de cocaína. Elis passou metade da vida em estúdios, distribuindo uma voz impecavelmente afinada por 27 álbuns. Foram exatamente dezoito anos de carreira.

Ela era a dona da mais perfei­ta alquimia entre técnica e emoção e vestia a fama como se fosse um daque­les vestidos caros, que, por belos, de­vem ser sempre trocados. A cada vitória ela safa, inquieta, em busca de uma nova parada: “Sempre vou viver como camicase. É isso que me faz ficar de pé”, confessava. Pimentinha foi a primeira grande artista a surgir dos festivais de música na década de 1960 e descolava-se da estética da Bossa Nova pelo uso de sua extensão vocal e de sua dramaticidade. Inicialmente, seu estilo era influenciado pelos cantores do rádio, especialmente Ângela Maria. Depois de quatro LP's gravados e sem grande sucesso — Viva a Brotolândia (1961), Poema de Amor (1962), Elis Regina (1963), O Bem do Amor (1963) — Elis foi a maior revelação do festival da TV Excelsior em 1965, quando cantou "Arrastão" de Vinicius de Moraes e Edu Lobo. Tal feito lhe garantiria o convite para atuar na televisão e, pouco tempo depois, o título de primeira estrela da canção popular brasileira, quando passou a comandar, ao lado de Jair Rodrigues, o mais importante programa de música popular brasileira: o Fino da Bossa. Poucos sabem, mas em 1964 Elis foi reprovada por Tom Jobim, durante as audições para o disco Pobre Menina Rica, sob a alegação de que ela ainda era muito provinciana.

Exatamente dez anos depois, gravaram juntos o disco Elis & Tom, histórico registro da MPB. O disco foi o presente dado à Elis pela gravadora ao completar dez anos de gravações na antiga Philips, atual Universal. Pimentinha se mostrou versátil em sua carreira musical, cantou muitos gêneros: da MPB, passando pela bossa nova, pelo samba, rock e jazz. Interpretando canções como Madalena, Águas de Março, Atrás da Porta, Como Nossos Pais, O Bêbado e a Equilibrista, Querelas do Brasil, registrou momentos de felicidade, amor, tristeza, patriotismo. Ao longo de toda sua carreira, destacou-se por cantar também músicas de artistas, ainda, pouco conhecidos, como Milton Nascimento, Ivan Lins, Belchior, Renato Teixeira, Aldir Blanc, João Bosco, ajudando a lançá-los e a divulgar suas obras, impulsionando-os no cenário musical brasileiro. Entre outras parcerias, são célebres os duetos que teve com Jair Rodrigues, Tom Jobim, Wilson Simonal, Rita Lee, Milton Nascimento, Gilberto Gil. Elis nasceu em 17 de março de 1945 em Porto Alegre, começou a cantar aos 11 anos, em programas de rádio. Em dezembro de 1958, com 13 anos, foi contratada pela Rádio Gaúcha, passando a ser chamada de "a estrelinha da Rádio Gaúcha". Nesse mesmo ano foi eleita "Melhor Cantora do Rádio" gaúcho, em concurso realizado pela Revista de TV, Cinema, Teatro, Televisão e Artes, com apoio da sucursal gaúcha da Revista do Rádio, com sede no Rio de Janeiro. Em 1967, ganhou o prêmio de melhor intérprete, com "O Cantador". Em 1968, venceu a primeira Bienal do Samba, com "Lapinha". 

Nessa mesma época, liderou uma passeata contra a presença de guitarras na música brasileira. Pouco depois, gravou uma série de discos cheios de guitarras. Durante os anos 70, aprimorou constantemente a técnica e domínio vocal, registrando em discos de grande qualidade técnica parte do melhor da sua geração de músicos. Em 1975, com o espetáculo Falso Brilhante, que mais tarde originou um disco homônimo, atinge enorme sucesso, ficando mais de um ano em cartaz e realizando quase 300 apresentações. Lendário, tornou-se um dos mais bem sucedidos espetáculos da história da música nacional e um marco definitivo da carreira. Ainda teve grande êxito com o espetáculo Transversal do Tempo, em 1978, de um clima extremamente político e tenso; o Essa Mulher em 1979, direção de Oswaldo Mendes, que estreou no Anhembi em São Paulo e excursionou pelo Brasil no lançamento do disco homônimo; o Saudades do Brasil, em 1980, sucesso de crítica e público pela originalidade, tanto nas canções quanto nos números com dançarinos amadores, direção de Ademar Guerra e coreografia de Márika Gidali (Ballet Stagium); e finalmente o último espetáculo, Trem Azul, em 1981, direção de Fernando Faro.

Elis Regina criticou muitas vezes a ditadura brasileira, nos difíceis Anos de chumbo, quando muitos músicos foram perseguidos e exilados. A crítica tornava-se pública em meio às declarações ou nas canções que interpretava. Em entrevista, no ano de 1969, teria afirmado que o Brasil era governado por "gorilas". Sempre engajada politicamente, Elis participou de uma série de movimentos de renovação política e cultural brasileira, com voz ativa da campanha pela Anistia de exilados brasileiros. O despertar de uma postura artística engajada e com excelente repercussão acompanharia toda a carreira, sendo enfatizada por interpretações consagradas de O bêbado e a equilibrista, a qual vibrava como o hino da anistia. No começo dos anos 1970, cantou o hino nacional nas comemorações dos 160 anos da Independência do Brasil capitaneadas pela ditadura militar. Nos anos seguintes, deu voz a músicas que criticavam essa mesma ditadura. Mas como definir a personalidade de Pimentinha com poucas palavras? Talvez a melhor forma seja através de frases da própria Elis Regina. "Morro de medo. Faço todos os espetáculos me borrando de medo. Todos os dias", disse certa vez. Em outra oportunidade, afirmou: "Se ser geniosa, exigente e não gostar de ser passada para trás é ser mau caráter, então eu sou". Ou então: "Sempre vou viver como kamikaze. Isso me faz ficar de pé." Em 22 de setembro de 2005, foi inaugurado na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre, um espaço memorial para abrigar o Acervo Elis Regina. Trata-se de uma coleção de fotografias, artigos, objetos, discos e outros tipos de materiais relacionados com a vida e a obra da cantora, tendo sido doado por fãs, jornalistas e amigos pessoais de Elis. No site da cantora, está recheado de discos disponíveis para audição, mais de 500 fotos, vídeos e depoimentos, incluindo materiais inéditos e ainda tem o livro Viva Elis, de Allen Guimarães, que pode ser lido gratuitamente pela internet. Se quiser dar uma olhada o site é: www.elisregina.com.br.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Participantes do BBB17: saiba tudo sobre os novos brothers

Chegou a hora de conhecer os brothers que você mais stalkeia nos primeiros três meses do ano! Fim do segredo e da ansiedade, Brasil! A nave do BBB17 decola na próxima segunda, 23/01, e hoje vamos conhecer todos os participantes do reality. Pega a pipoca e acompanhe tudo na programação da Rede Globo e no Gshow!
Vivian

Vivian tem 23 anos, é advogada e foi Miss Amazonas e Miss Simpatia do Brasil em 2012. A sister é nascida e criada em Manaus, mas diz que se deslumbrou quando percebeu o "mundo gigante" fora da sua cidade natal. "Acho até que teria uma competência de ficar um tempão sentada estudando pra concurso. Mas tem alguma coisa dentro de mim que quer explodir, sabe?", dispara. Vivian nos contou que já ficou com um sertanejo famoso! #babado

Rômulo
O diplomata de 39 anos é casado, sem filhos, nasceu em Goiás e mora em Brasília (DF). Além de funcionário público, Rômulo diz que faz "coisas para mater a saúde mental": ele é também triatleta, escritor e já viajou o mundo. "Tem muitas poucas coisas que me tiram do sério. Se o cara for arrogante e genial, eu tenho bastante paciência. Mas se o cara for arrogante e burro junto...", dispara.

Roberta
Ela tem 21 anos e vem de São Paulo já pensando em causar. "Super me vejo lá na casa saindo com um biquini de cintura alta, uma viseira pink, um óculos de sol, coque, uma saída de praia e tocando Beyoncé na minha mente. Adoro!", avisa. Roberta se diz feliz e alegre, mas revela o que a deixa de mau humor: "Fome, com certeza!". A sister já fez barraco por ciúme e diz que ama ser gordinha: "Me acho pleníssima.

Pedro
Ele tem 29 anos, vem da capital de São Paulo e é jornalista e apresentador especialista em games. Pedro diz que é vidrado no assunto e vai encarar o BBB17 como um período de férias longe das tecnologias: "Quase um detox". O paulistano já estudou cinema e morou em Montreal, no Canadá, e analisa suas escolhas: "Muitas das coisas da minha vida acontecem mais por acaso. Eu simplesmente aprendi a primeiro aceitar o que vem e depois descobrir o que eu tenho que fazer", filosofa.

Mayara
A mineira de 26 anos mora sozinha em São Paulo, estuda Direito e pretende ser juíza. "Sofri bullying quando estava na escola. Mas foi bom, fiquei muito segura", revela. Mayara se diz casca grossa, mas se emociona ao lembrar desse período na infância. A sister diz que se aproxima dos homens de maneira fofa e esconde sua natureza. "Não mostro que sou agressiva não. Só se eu já tiver ficando e envolvida com o cara e ele não estiver me dando bola. Mas isso é muito difícil de acontecer", diz. Envolvimento na casa mais vigiada do Brasil? Mayara pretende e avisa: “É bem difícil ficar sem sexo porque eu gosto demais. Sou escorpiana, né?”, brinca.

Marinalva
A velejadora de 39 anos participou das paralimpíadas e promete garra nas provas do BBB17: "Sou muito competitiva". "Já ouvi essa frase: 'Não é possível'. Gostaria de dizer reagir de uma forma que eu pudesse dizer: 'Agora é, né?'", ela dispara. Marinalva também se descreve como mulher forte, franca e que gosta de cuidar da aparência: "Parei de competir na natação porque detonava os fios de cabelo".

Marcos
O cirurgião plástico de 37 anos é gaúcho de Porto Alegre, mas mora em Sorriso, no Mato Grosso. Ele diz que é "um cara difícil" e explica: "Tenho que entender que o normal para outras pessoas é um nível bem mais baixo. Sem me achar o melhor do mundo". Marcos está solteiro e pensa sobre romance na casa do BBB17. “Se pintar alguém com o perfil que eu goste, vai. Gosto de mulher de atitude, que trabalhe e seja sarada. Tem que ter um corpo bonito", explica.

Luiz Felipe
Luiz Felipe tem 28 anos e é de Maceió. O participante de 28 anos é comerciante e afirmou ser "meio nerd" e diz que se considera um "nerd não aparente". Ele também foi o Mister Alagoas 2013. "Quando eu acabei o namoro eu disse: 'Não, agora eu vou chutar o balde, vou aproveitar a minha vida'. Eu sou um cara muito tímido para essa parte de conquista, mas se eu ver uma brecha eu caio matando", disse Luiz Felipe.

Ilmar Renato foi mais um participante divulgado na tarde desta quarta-feira, 18, para entrar na próxima edição do "BBB 17". O advogado e militante a favor dos Direitos Humanos, nascido em São Paulo, mora em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e tem 38 anos. Ele é divorciado e na web sempre posta fotos ao lado do filho. Em entrevista, ele diz acreditar nas relações afetivas "desde que sejam verdadeiras". Ilmar se define como "democrático, conciliador, interativo, expansionista e comunicativo", e aposta no talento culinário para se integrar com os outros participantes do reality.

Aos 70 anos, Ieda Maria Wobeto já é um recorde antes mesmo de entrar no "BBB 17". Ela é a participante mais velha de todas as edições. Dona de uma beleza exuberante, Ieda foi Miss Canoas, em 1946 e é jurada de concursos de beleza no sul do país. Ela tem quatro filhos e seis netos. De Canoas, no Rio Grande do Sul, Ieda disse ao site do programa que planeja "jogar limpo e ser transparente, mas com os olhos bem abertos, atenta a tudo que possa acontecer". Conviver com pessoas tão diferentes não será um problema: "A diferença está naquilo que você quer ver", diz.

Antônio e Manoel
Os irmãos gêmeos de Vitória disputam uma vaga na casa com outra dupla de gêmeas que ainda não foram reveladas. Em 2014, um dos irmãos foi notícia na cidade após sofrer agressão da ex namorada de um amigo.

Gabriela Flor
A jovem tem 27 anos, é baiana, bailarina e solteira "graças a Deus", como ela diz. A sister afirma ser "bicho solto": "não tolero que mexa comigo na rua". Sobre a participação na casa, ela garante que não tem problemas em fazer comida, limpar a casa: "adoro fazer qualquer coisa, até o bicho pegar. Tudo tem limites".

Elis
A sister deixou sua cidade natal, em Goiás, para buscar uma vida melhor em Brasília. Na época, Elis também teve que deixar os filhos para trás. "Foi uma decisão difícil, mas eu faria de novo", avalia. Ela foi mãe com 15 anos e hoje tem filhos de 23, 21 e 14 anos. "E mais dois de coração", acrescenta. Com 40 anos, Elis explica que é cabeleireira e microempresária. "Não são sou aquela mãezona, não, mas gosto muito de cozinhar", diz.

Daniel
O brother tem 41 anos e é agente de trânsito e segurança em Ferraz de Vasconcelos, em São Paulo. Daniel é colecionador e tem mania de organização: "Bagunça e teimosia me tiram do sério". Sobre relacionamentos, o paulista diz que tem dificuldade de manter algo sério por falta de tempo. E entrega: "Eu tenho dedo podre pra mulher carente, mulher ciumenta, mulher que fica pegando no meu pé. Eu não sou botão pra ficar me apertando".

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...